COVID-19 E INTERNACIONALIZAÇÃO EM CASA: POTENCIALIDADES PARA O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO SUPERIOR

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Guilherme Mendes Tomaz dos Santos
Júlio Paulo Cabral dos Reis

Resumo

O presente artigo teve por objetivo refletir sobre as potencialidades da internacionalização em casa para o processo de ensino-aprendizagem na educação superior em tempos de pandemia da COVID-19. Para isso, reflete sobre o cenário da sociedade do conhecimento no século XXI, assim como as implicações ocasionadas pela pandemia em tela relatada. Também analisa de que maneira a internacionalização pode contribuir para melhor impactar na formação dos estudantes universitários, quando pensada como uma estratégia articulada com os objetivos do currículo. Por fim, reflete as (im)possibilidades da internacionalização para a “nova normalidade educativa”.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SANTOS, G. M. T. dos .; REIS, J. P. C. dos . COVID-19 E INTERNACIONALIZAÇÃO EM CASA: POTENCIALIDADES PARA O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO SUPERIOR. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 4, n. 11, p. 18–27, 2020. DOI: 10.5281/zenodo.4158889. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/28. Acesso em: 8 ago. 2022.
Seção
Artigos

Referências

AQUINO, E. M. L. et al. “Medidas de distanciamento social no controle da pandemia de COVID-19: potenciais impactos e desafios no Brasil”. Ciência & Saúde Coletiva, vol. 25, n. 1, junho, 2020.

ARRUDA, E. P. “Educação Remota Emergencial: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19”. EmRede - Revista de Educação a Distância, vol. 7, n. 1, maio, 2020.

BACKES, L.; MANTOVANI, A. M.; BARCHINSKI, K. “Educação superior em espaços híbridos: a presença e a copresença no processo de cooperação”. Conjectura: Filosofia e Educação, vol. 22, n. 3, 2017.

BARANZELLI, C. “Modelo de internacionalização em casa – IaH”. In: MOROSINI, M. C. (org.). Guia para a internacionalização universitária. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2019.

FINARDI, K.; SANTOS, J.; GUIMARÃES, F. “A relação entre línguas estrangeiras e o processo de internacionalização: evidências da Coordenação de Letramento Internacional de uma Universidade Federal”. Interfaces Brasil/Canadá, vol. 16, n. 1, 2016.

MOROSINI, M. C. “Internacionalização do currículo: produção em organismos multilaterais”. Roteiro, vol. 42, n. 1, 2018.

MOROSINI, M. C.; NASCIMENTO, L. M. “Internacionalização da educação superior no Brasil: a produção recente em teses e dissertações”. Educação em Revista, vol. 33, abril, 2017.

RAMOS, M. Y. “Internacionalização da pós-graduação no Brasil: lógica e mecanismos”. Educação & Pesquisa, vol. 44, junho, 2018.

SANTOS, G. M. T. A qualidade da educação superior e a pedagogia universitária: um olhar sobre a docência. (Tese de Doutorado em Educação). Canoas: Universidade La Salle, 2018.

SANTOS, G. M. T. et al. “Educação superior: reflexões a partir do advento da pandemia da COVID-19”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 4, n. 10, 2020.

SANTOS, F. S.; ALMEIDA FILHO, N. A quarta missão da universidade: internacionalização universitária na sociedade do conhecimento. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2012.

SENHORAS, E. M. “COVID-19 e os padrões das relações nacionais e internacionais”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 3, n. 7, 2020.

SENHORAS, E. M. Estruturas de gestão estratégica da inovação em universidades brasileiras. Boa Vista: EdUFRR, 2014.