INTERNACIONALIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO BÁSICA: REFLEXÕES SOBRE AS AÇÕES NO ENSINO MÉDIO

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Júlio Paulo Cabral dos Reis
Guilherme Mendes Tomaz dos Santos

Resumo

O presente artigo investigou ações realizadas de ou para a internacionalização na educação básica, com foco, no ensino médio brasileiro. Assim, buscou apresentá-las e como elas são aplicadas ou desenvolvidas atualmente neste nível do ensino. Com base na pesquisa bibliográfica foram evidenciadas algumas das ações e constatamos que para se desenvolver a internacionalização no ensino médio, por hora, não diverge, totalmente daquelas ações utilizadas para a educação superior. Mesmo a internacionalização estando presente em documentos oficiais brasileiros para a educação básica – ensino médio – esta pesquisa não encontrou ações de/para internacionalização realizadas nas esferas estadual e municipal. Entretanto, verificamos que muitas instituições federais, que ofertam o ensino médio, trabalham com a internacionalização por meio da mobilidade acadêmica (input e output), oficinas extensionistas, estágio, centro de línguas e, até mesmo, internacionalização em casa (IaH).

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
REIS, J. P. C. dos .; SANTOS, G. M. T. dos . INTERNACIONALIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO BÁSICA: REFLEXÕES SOBRE AS AÇÕES NO ENSINO MÉDIO. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 10, n. 28, p. 25–38, 2022. DOI: 10.5281/zenodo.6371527. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/595. Acesso em: 8 ago. 2022.
Seção
Artigos

Referências

ALTBACH, P. G.; KNIGHT, J. “The internationalization of higher education: motivations and realities”. Journal of Studies in International Education, vol. 11, n. 3/4, 2007.

BARANZELI, C. “Modelo de internacionalização em casa – IaH”. In: MOROSINI, M. (org.). Guia para internacionalização universitária. Porto Alegre: ediPUCRS, 2019.

BEZERRA, M. G. D. O processo de internacionalização da educação como fator estratégico de desenvolvimento institucional: um olhar sobre as ações de internacionalização desenvolvidas em instituições de ensino superior do Rio Grande do Norte na visão dos seus representantes (Dissertação de Mestrado Profissional em Administração). Natal: Universidade Potiguar, 2012.

BOSCHINI, F. F.; FISCHER, C. R.; BATISTA, S. S. S. “A internacionalização das instituições de educação profissional e tecnológica: o Instituto Federal de São Paulo”. Revista Brasileira de Educação Comparada, vol. 3, 2021.

CAVALCANTE, P. R. Faces do agir docente em projetos cooperativos de internacionalização: uma leitura interacionista sociodiscursiva de representações sobre políticas de idiomas estrangeiros no contexto dos Institutos Federais. (Tese de Doutorado em Linguística). João Pessoa: UFPB, 2016.

CHAGAS, E. L. T.; SALAZAR, D. M.; NETO, J. P. Q. “A formação humana integral nas diretrizes para a internacionalização no IFAM”. Educação Profissional e Tecnológica em Revista, vol. 4, n. especial, 2020.

CLEMENTE, F. A. S.; MOROSINI, M. C. “IAH: internacionalização e/ou interculturalidade at home?”. Linguagens, Educação e Sociedade, n. 47, 2021.

COELHO, I. M. W. S. “O centro de idiomas do instituto federal do amazonas e o processo de internacionalização: desafios e perspectivas futuras”. In: COELHO, I. M. W. S. (org.). A internacionalização da rede federal de educação profissional, científica e tecnológica: fundamentos, ações e perspectivas, vol. 1. Capinas: Editora Pontes, 2021.

CORRÊA, M.; ALMEIDA, A. J.; BORGES, L. L. “Internacionalização como caminho para equidade na educação. O caso LabTEC@ e a integração Brasil-Finlândia”. Proceeding of the FabLEARN Conference BRAZIL. São Paulo: FabLEARN, 2016.

COPIANO, G. A. B.; BATISTA, S. S. S. “Internacionalização e a educação profissional técnica de nível médio: estudo da parceria entre Ceeteps e o Icif”. Research, Society and Development, vol. 10, n. 2, 2021.

FERRARI, M. “A internacionalização dos institutos federais: um estudo sobre o acordo Brasil-Canadá”. Educação & Sociedade, vol. 36, n. 133, 2015.

FINARDI, K. R. PORCINO, M.C. “O papel do inglês na formação e na internacionalização da educação no Brasil”. Horizontes de linguística aplicada, vol. 14, n. 1, 2015.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2012.

GOMES, A. Mobilidade. Dicionário de Políticas Públicas, vol. 2. Belo Horizonte: EdUEMG, 2015.

KNIGHT, J. “Definição Atualizada de Internacionalização”. Educação Superior Internacional, n. 33, março, 2003.

MOROSINI, M. C. “Internacionalização do currículo: produção em organismos multilaterais”. Roteiro, vol. 42, n. 1, 2018.

MOROSINI, M. C.; NASCIMENTO, L. M. “Internacionalização da educação superior no Brasil: a produção recente em teses e dissertações”. Educação em Revista, vol. 33, e155071, 2017.

NEUBERGER, G. SCHWARZ, M. M. “O programa oficinas permanentes de cultura: incentivando a internacionalização cultural através da extensão”. Anais do 35º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul. Foz do Iguaçu: UNILA, 2017.

PANIAGO, M. B.; VIEIRA, A. A. S. “Para além das fronteiras: a internacionalização no Instituto Federal de Mato Grosso do Sul”. Anais do VII Congresso Nacional de Educação. Maceió: CONEDU, 2020.

SANTOS, M. O processo de internacionalização no ensino técnico de nível médio: o estudo de caso do Centro Paula Souza e do Senai-SP (Dissertação de Mestrado em Administração). Salvador: UFBA, 2015.

SANTOS, G. M. T. “A pesquisa bibliográfica como procedimento técnico para a investigação acadêmico-científica”. In: MOREIRA, L. C. V.; MENEGAT, J. (orgs.). Métodos e técnicas de pesquisas científicas. São Paulo: Dialética, 2021.

SANTOS, G. M. T.; REIS, J. P. C. “COVID-19 e internacionalização em casa: potencialidades para o processo de ensino-aprendizagem na educação superior”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 4, n. 11, 2020.

SANTOS, P. K.; MOROSINI, M. C. “A mobilidade de estrangeiros como desafio/ferramenta à Internacionalização em Casa - IAH: Desafios e Perspectivas da Internacionalização das Universidades Brasileiras”. In: BRITO, R. O. Internacionalização da educação básica e superior: desafios - perspectivas – experiências. Brasília: UNESCO, 2020.

THIESEN, J. S. Currículo e internacionalização na educação básica. São Paulo: Pimenta Cultural, 2021.

THIESEN, J. S. “Políticas curriculares, Educação Básica brasileira, internacionalização: aproximações e convergências discursivas”. Educação e Pesquisa, vol. 45, 2019.