PANDEMIA DA COVID-19 E SAÚDE MENTAL: O TRABALHADOR E A RESPONSABILIDADE DO EMPREGADOR NA MODALIDADE HOME OFFICE

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Rarison Pablo Bezerra Vieira
Francisleile Lima Nascimento

Resumo

O presente trabalho aborda a temática do direito do trabalho, refletindo sobre as principais mudanças nos contratos de trabalhos frente à pandemia da COVID-19, discorrendo a relação entre o trabalhador e a responsabilidade do empregador na modalidade home office em tempo de pandemia e quais os danos à saúde mental. Nesse sentido, a pesquisa desenvolve o objetivo geral de analisar as responsabilidades do empregador e trabalhador na atual conjuntura da pandemia da COVID-19 no Brasil frente à modalidade do trabalho home office, bem como os efeitos da mesma na saúde mental dos trabalhadores. A metodologia da pesquisa parte de uma revisão de literatura denominada de pesquisa bibliográfica e documental, de cunho exploratório e descritivo, sob a ótica da pesquisa qualitativa e análise de conteúdo. Como resultados, as análises realizadas mostram a partir do direcionamento, o Art. 6 º da nova redação da CLT, ressaltando que as atuais Medidas Provisórias nº 1.045/2021 e nº 1.046/2021, apresentam pontos que requer uma discussão mais aprofundada para a compreensão e esclarecimento sobre as relações do contrato de trabalho para modalidade home office. Quanto aos efeitos da pandemia pela COVID-19 na saúde mental destes trabalhadores, a pesquisa mostra ainda que as medidas de distanciamento físico e isolamento podem ser eficazes no combate a pandemia da COVID-19, mas pode configurar também no número de trabalhadores, que podem apresentar doenças ou transtornos mentais causados pelos efeitos da pandemia.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
VIEIRA, R. P. B.; NASCIMENTO, F. L. . PANDEMIA DA COVID-19 E SAÚDE MENTAL: O TRABALHADOR E A RESPONSABILIDADE DO EMPREGADOR NA MODALIDADE HOME OFFICE. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 7, n. 20, p. 01–22, 2021. DOI: 10.5281/zenodo.5068419. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/377. Acesso em: 8 ago. 2022.
Seção
Artigos

Referências

AQUINO, E. M. L. et al. “Medidas de distanciamento social no controle da pandemia de COVID-19: potenciais impactos e desafios no Brasil”. Ciência & Saúde Coletiva, vol. 25, 2020.

BBC. “Depressão será a doença mais comum do mundo em 2030”. BBC News Brasil [02/09/2009]. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese>. Acesso em: 16/05/2021.

BONFATTI, R. “Home office demanda cuidados com postura, equipamentos e jornada”. Portal Eletrônico Agência Brasil [02/04/2020]. Disponível em: <https://epocanegocios.globo.com>. Acesso em: 16/05/2021.

BRANDÃO, C. M. Danos Extrapatrimoniais na Reforma Trabalhista. Brasília: Produção do Tribunal Superior do Trabalho - TST, 2018.

BRASIL. Lei nº 13.189, de 19 de novembro de 2015. Brasília: Planalto, 2015. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br>. Acesso em: 16/05/2021.

BRASIL. Lei no 13.467, de 13 de julho de 2017. Brasília: Planalto, 2017. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br>. Acesso em: 16/05/2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Painel Coronavírus - Coronavírus Brasil. Brasília: Ministério da Saúde, 2020. Disponível em: <https://covid.saude.gov.br>. Acesso em: 16/05/2021.

CAMPOS, A. et al. Instituições Trabalhistas e Produtividade do Trabalho: uma análise do caso brasileiro. Rio de Janeiro: Oficina de trabalho realizada nas dependências do IPEA, 2017.

CANCIAN, N. “Futuro ministro da Saúde defende ciência e uso de máscara e diz que imprensa é aliada”. Portal Eletrônico UOL/Folha de São Paulo [16/03/2021]. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br>. Acesso em: 16/05/2021.

CARVALHO, S. S. “Uma visão geral sobre a reforma trabalhista”. Portal Eletrônico do IPEA [2017]. Disponível em: <http://repositorio.ipea.gov.br>. Acesso em: 16/05/2021.

CASSAR, V. B. Direito do Trabalho. Rio de Janeiro: Editora Forense, 2017.

CLARO, A. P.; KAJINO, L. M. “20 novas regras processuais da Reforma Trabalhista: o que muda na vida da advocacia agora?”. Portal Eletrônico Justificando – Carta Capital [12/07/2017]. Disponível em: <http://justificando.cartacapital.com.br>. Acesso em: 16/05/2021.

MOURA, A. C. Projeto que Regulamenta o Trabalho Remoto já pode ser Votado no Plenário. Brasília: Agência do Senado, 2021.

CRUZ, E. P. “Vacinas fornecidas pelo consórcio Covax desembarcam em Guarulhos”. Portal Eletrônico Agência Brasil [21/03/2021]. Disponível em: <https://agenciabrasil.ebc.com.br>. Acesso em: 16/05/2021.

DALLA ROSA, M. “A globalização e a organização do processo de trabalho”. Cadernos da Escola de Direito, vol. 2, n. 13, 2010.

DE FREITAS, C. D.; GONÇALVES, I. S. “A Reforma Trabalhista e o Direito Processual do Trabalho: Retrocessos e violações ao direito constitucional de acesso à justiça”. Revista do Centro Acadêmico Afonso Pena, vol. 23, n. 2, 2017.

DELGADO, M. G. Curso de Direito do Trabalho: obra revista e atualizada conforme a lei da reforma trabalhista e inovações normativas e jurisprudenciais posteriores. São Paulo: Editora LTr, 2019.

DELLAGRAVE NETO, J. A. “Normas regulamentadoras e saúde do trabalhador em tempos de coronavírus”. In: BELMONTE, A. A.; MARTINEZ, L.; MARANHÃO, N. (orgs.). O Direito do Trabalho na Crise da COVID-19. Salvador: Editora Juspodivm, 2020.

DUARTE, J. B. “O trabalho no domicílio do empregado: controle da jornada e responsabilidade”. Portal Eletrônico Migalhas [16/05/2005]. Disponível em: <https://www.migalhas.com.br>. Acesso em: 16/05/2021.

ELLISON, N. B. “Social impacts: New perspectives on telework”. Social Science Computer Review, vol. 17, 1999.

FOLHA DE SÃO PAULO. “Com reforma, trabalhador pode ter que pagar custos de processos atuais”. Folha de São Paulo [2017]. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br>. Acesso em: 16/05/2021.

FRISON, R. S. “Apontamentos sobre as alterações no processo do trabalho em decorrência da lei n. 13.467/2017”. Portal Eletrônico JusBrasil [2017]. Disponível em: <https://jus.com.br>. Acesso em: 16/05/2021.

G1 - Globo. “É uma gripe, vamos passar por ela, diz ministro sobre caso suspeito de coronavírus em SP”. Portal Eletrônico G1 Globo [06/02/2020]. Disponível em: <https://g1.globo.com>. Acesso em: 13/05/2021.

GAIATO, K. “81% dos trabalhadores querem continuar em home office, diz estudo”. Portal Eletrônico TecMundo [26/03/2021]. Disponível em: <https://www.tecmundo.com.br>. Acesso em: 16/05/2021.

KOZYREFF, A. M.; BEGA, M. F. “A garantia da saúde mental do trabalhador como eficácia do direito fundamental do trabalho em tempo de pandemia”. Revista do Tribunal Superior do Trabalho, vol. 86, n. 3, 2020.

LEITE, L. P. “Transtornos mentais são a 3ª principal causa de afastamentos de trabalho”. Blog da Saúde [10/10/2017]. Disponível em: <http://www.blog.saude.gov.br>. Acesso em: 16/05/2021.

LIM, V. K. G.; TEO, T. S. H. “To work or not to work at home - An empirical investigation of factors affecting attitudes toward teleworking”. Journal of Managerial Psychology, vol. 15, n. 6, 2000.

LUNA, A. F.; GONDIM, S. M. G. “Fatores de risco psicossocial no trabalho: adaptação e evidências de validade do COPSOQ II para o contexto brasileiro”. Revista Laborativa, vol. 8, n. 1, 2021.

LUNA, R. A. “Home office um novo modelo de negócio e uma alternativa para os centros urbanos”. Revista Pensar Gestão e Administração, vol. 3, n. 1, 2014.

MARQUES, R. C.; SILVEIRA, A. J. T.; PIMENTA, D. N. “A pandemia de Covid-19: interseções e desafios para a história da saúde e do tempo presente”. Coleção História do Tempo Presente, vol. 3, 2020.

MARTINEZ, L. Curso de Direito do Trabalho. São Paulo: Editora Saraiva Educação, 2020.

MARTINS, S. P. Direito do Trabalho. São Paulo: Editora Atlas, 2012.

MELO, B. D. et al. (orgs.). Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia COVID-19: violência doméstica e familiar na COVID-19. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2020.

OMS - Organização Mundial da Saúde. Relatórios de Situação de Doença por Coronavírus (COVID-2019). Genebra: OMS, 2021.

PADILHA, A. Projeto de Lei nº 3588/2020. Brasília: Câmara dos Deputados, 2020.

PERREGIL, F. “Está trabalhando de home office na quarentena?”. Portal Eletrônico Anderson Silva Advogados [2020]. Disponível em: <http://www.andersonsilva.adv.br>. Acesso em: 16/05/2021.

PERRIN, F. “Veja como avaliar se o plano de retorno ao escritório da sua empresa é adequado”. Folha de São Paulo [10/08/2020]. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br>. Acesso em: 16/05/2021.

PLASCAK JORGE, N. “Trabalho home office: o que é, como funciona e tendências de mercado”. Portal Eletrônico Quero Bolsa [07/07/2020]. Disponível em: <https://querobolsa.com.br>. Acesso em: 13/05/2021.

RAFALSKI, J. C.; ANDRADE, A. L. “Home-office: aspectos exploratórios do trabalho a partir de casa”. Revista Temas em Psicologia, vol. 23, n. 2, 2015.

RASMUSSEN, E.; CORBETT, G. “Why isn't teleworking working?”. New Zealand Journal of Employment Relations, vol. 33, n. 2, 2008.

REIS, A. F. “Pandemia e confinamento: O trabalho conectado em tempo integral”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 5, n. 15, 2021.

ROCHA, B. S. Home office: O Ponto de Equilíbrio entre a Qualidade de Vida e a Produtividade (Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Administração). Cachoeirinha: CESUCA, 2014.

RODRIGUES, C. M. L.; FAIAD, C. “Pesquisa sobre riscos psicossociais no trabalho: Estudo bibliométrico da produção nacional de 2008 a 2017”. Revista Psicologia Organizações e Trabalho, vol. 19, n. 1, 2019.

RODRIGUES, T. M. L. C.; NUNES, A. A. “Indenizações que envolvem o parto à luz do entendimento do Superior Tribunal de Justiça – STJ”. Cadernos Ibero-Americanos de Direito Sanitário, vol. 6, n. 3, 2017.

ROMAR, C. T. M. Direito do Trabalho. São Paulo: Editora Saraiva Educação, 2018.

SANTOS, D. M. “Brasil registra 17 mil mortes e 4 milhões de acidentes de trabalho”. Portal Eletrônico Fundacentro [05/03/2019]. Disponível em: <https://www.gov.br>. Acesso em: 13/05/2021.

SANTOS, D. M.; LOPES, H. (orgs.). UNATI UERJ: páginas de vida em tempos de pandemia. Rio de Janeiro: Editora da UnATI – UERJ, 2020.

SENHORAS, E. M. “O campo de poder das vacinas na pandemia da COVID-19”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 6, n. 18, 2021.

SENHORAS, E. M. “Novo coronavírus e seus impactos econômicos no mundo”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 1, n. 2, 2020.

SILVA, F. L. “Aspectos processuais da Reforma Trabalhista: Direitos processuais substantivos e aplicação da Teoria dos Jogos no processo do trabalho”. Portal Eletrônico Jota – opinião e análise [2017]. Disponível em: <https://jota.info>. Acesso em: 13/05/2021.

SILVA, H. B. M. Comentários a Reforma Trabalhista. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2017.

SOLIDES. “Home office: o que é e como implementar na sua empresa?”. Blog Solides [19/04/2021]. Disponível em: <https://blog.solides.com.br>. Acesso em: 13/05/2021.

TENÓRIO, R. J. M. “A saúde mental e ergonômica no trabalho remoto no pós-pandemia”. Revista Espaço Acadêmico, vol. 20, 2021.

TUROLLA, R. “6 princípios fundamentais do direito do trabalho”. Portal Eletrônico Politize [30/03/2017]. Disponível em: <https://www.politize.com.br>. Acesso em: 13/05/2021.

UOL/FOLHA DE SÃO PAULO. “Chega ao Brasil 1º lote de vacinas contra Covid de consórcio internacional”. Folha de São Paulo [21/03/2021]. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br>. Acesso em: 13/05/2021.

WARD, N.; SHABBA, G. Teleworking: An assessement of socio-psychological factors. Facilities, vol. 19, n. 1/2, 2001.

WINSTON, T. “Ministério da Saúde recebe primeiro lote de vacinas covid-19 do consórcio Covax Facility”. Portal Eletrônico do Governo Federal [2021]. Disponível em: <https://www.gov.br>. Acesso em: 13/05/2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>