PSICOLOGIA SOCIAL COMUNITÁRIA E SAÚDE DA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA: VIVÊNCIAS DA PSICOLOGIA À REDUÇÃO DE DANOS

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Edcleia Lopes de Carvalho
Thaís da Silva Costa Santiago
Renan Vieira de Santana Rocha
Iago Lôbo Siqueira Rodrigues

Resumo

O presente artigo constitui-se em um relato de experiência, desenvolvido a partir da prática de um Estágio Específico em Intervenções Psicológicas, no âmbito de uma graduação em Psicologia, de uma Universidade da cidade de Salvador/BA, focado na atuação do Psicólogo Social Comunitário, junto ao programa Corra Pro Abraço. O Programa Corra Pro Abraço constitui-se em um dispositivo da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), do Governo do Estado da Bahia, cuja atuação é direcionada a pessoas em situação de rua e/ou em uso abusivo de substâncias psicoativas na cidade de Salvador, sendo uma importante estratégia de qualificação do cuidado e da assistência a estas mesmas populações. Assim, este artigo tem por objetivo descrever a experiência da realização de um Estágio Específico em Intervenções Psicológicas, em modelo remoto (online), a partir da atuação de um conjunto de estagiárias/os em Psicologia em ações de Psicologia e Mídia, junto ao Programa Corra Pro Abraço. Sendo um estudo de caráter descritivo, que relata uma experiência desenvolvida por estagiárias/os no Programa, de maneira objetiva, descritiva e observacional, acreditamos que o mesmo pode contribuir com o compartilhamento de saberes e práticas nas áreas em questão, bem como servir de baluarte que embase outras práticas formativas vindouras. Destaque-se, por fim, os efeitos da pandemia da COVID-19 no processo formativo de psicólogas e psicólogos, elemento o qual pontuaremos no desfecho do presente estudo.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
CARVALHO, E. L. de; SANTIAGO, T. da S. C.; ROCHA, R. V. de S.; RODRIGUES, I. L. S. PSICOLOGIA SOCIAL COMUNITÁRIA E SAÚDE DA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA: VIVÊNCIAS DA PSICOLOGIA À REDUÇÃO DE DANOS. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 6, n. 18, p. 13–25, 2021. DOI: 10.5281/zenodo.4784681. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/342. Acesso em: 9 dez. 2021.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Iago Lôbo Siqueira Rodrigues, Programa Corra Pro Abraço

 

Referências

ARAÚJO, Edgilson Tavares; SAAD, Luísa. Outros Caminhos são Possíveis – Corra Pro Abraço: Ação Pública de Redução de Riscos e Danos para Populações Vulneráveis. Salvador: Comunidade, Cidadania e Vida, 2019.

DALTRO, Mônica Ramos; FARIA, Anna Amélia de. “Relato de Experiência: Uma narrativa científica na pós-modernidade”. Estudos e Pesquisas em Psicologia, vol. 19, n. 1, 2019.

HINO, Paula; SANTOS, Jaqueline de Oliveira; ROSA, Anderson da Silva. “Pessoas que vivenciam situação de rua sob o olhar da saúde”. Revista Brasileira de Enfermagem (REBEn), vol. 71, n. 1, 2018.

MACHADO, Letícia Vier; BOARINI, Maria Lúcia. “Políticas sobre Drogas no Brasil: a Estratégia de Redução de Danos”. Psicologia: Ciência e Profissão, vol. 33, n. 3, 2013.

MACIEL, Tania Maria de Freitas Barros; ALVES, Monalisa Barbosa. “A importância da psicologia social comunitária para o desenvolvimento sustentável”. Pesquisas e Práticas Psicossociais, vol. 10, n. 2, 2015.

MARANHÃO, Romero de Albuquerque.; SENHORAS, Elói Martins. “Orçamento de guerra no enfrentamento à Covid-19: entre manobras parlamentares e batalhas políticas”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 2, n. 6, 2020.

MARTÍN-BARÓ, Ignácio. “O Papel do Psicólogo”. Estudos de Psicologia (Natal), vol. 2, n. 1, 1997.

MENDES, Kíssila Teixeira; RONZANI, Telmo Mota; PAIVA, Fernando Santana de. “População em Situação de Rua, Vulnerabilidades e Drogas: Uma Revisão Sistemática”. Psicologia & Sociedade, vol. 31, e169056, dezembro, 2019.

NATALINO, Marco Estimativa da População em Situação de Rua no Brasil. Rio de Janeiro: IPEA, 2016.

PAIXÃO, Diele Santos da; ROCHA, Renan Vieira de Santana; RODRIGUES, Iago Lôbo Siqueira. “A Psicologia da Libertação e o Aquilombamento da População em Situação de Rua em Salvador/BA: Reflexões através do Programa Corra Pro Abraço”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 5, n. 14, 2021.

ROCHA, Edicarla Macêdo da. “Tudo é Violência”: A Percepção de Violência de Mulheres Socialmente Vulnerabilizadas do Território do Pela-Porco / Salvador-BA (Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Ciências Sociais). Salvador: UNEB, 2018.

ROCHA, Renan Vieira de Santana; BRAMBILLA, Beatriz Borges; BARROS, Brenda Dantas. “Saúde Mental em Contextos de Pandemia e Isolamento Social: Tarefas para as Trabalhadoras e Trabalhadores da Saúde”. Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia, vol. 8, n. 3, 2020.

RODRIGUES, Jéssica Silva; LIMA, Aluísio Ferreira de; HOLANDA, Renata Bessa. “Identidade, Drogas e Saúde Mental: Narrativas de Pessoas em Situação de Rua”. Psicologia: Ciência e Profissão, vol. 38, n. 3, 2018.

ROSA, Anderson da Silva; CAVICCHIOLI, Maria Gabriela Secco; BRETAS, Ana Cristina Passarella. “O processo saúde-doença-cuidado e a população em situação de rua”. Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol. 13, n. 4, julho/agosto, 2005.

SANTOS, Carla Souza dos; JACINTO, Pablo Mateus dos Santos; ROCHA, Renan Vieira de Santana. “Cuidado em Saúde Mental para a População em Situação de Rua: Uma Revisão Integrativa da Literatura Científica”. Revista Sociedade e Ambiente, vol. 2, n. 2, 2020.

SOUZA ALVES, Anderson Felipe; ROCHA, Renan Vieira de Santana; RODRIGUES, Iago Lôbo Siqueira. “Diz em que cidade que você se encaixa, cidade alta ou cidade baixa? Gentrificação e a População em Situação de Rua de Salvador/BA”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 4, n. 12, 2020.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)