O TRABALHO PSICOSSOCIAL COM FAMILIARES DE PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA: UMA EXPERIÊNCIA EM PSICOLOGIA SOCIAL DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Amanda dos Santos Lima
Renan Vieira de Santana Rocha
Iago Lôbo Siqueira Rodrigues

Resumo

Este artigo trata-se de um Relato de Experiência de um Estágio Específico em Intervenções Psicológicas, junto a um curso de graduação em Psicologia de uma Universidade na cidade de Salvador/BA, e que teve como campo de práticas um programa de assistência a pessoas em situação de rua na capital baiana. O objetivo da intervenção consistiu em realizar atendimentos psicossociais a familiares de pessoas em situação de rua. Visto o momento de isolamento social, devido à pandemia da COVID-19, assim como as demais áreas profissionais, a Psicologia teve que reformular seus métodos de trabalho, aderindo ao modelo remoto de atendimento. Diante disto, e através de uma reformulação do fazer também em Psicologia Social Comunitária, foi possível constatar e concluir que os atendimentos resultaram na percepção do que é uma família invisibilizada e de como esta condição social interfere em seus laços afetivos, estimulando, por parte de nossa profissão, e no cuidado a pessoas em situação de rua, constantes reinvenções do saber-fazer profissional em saúde e de âmbito psicossocial.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
LIMA, A. dos S.; ROCHA, R. V. de S.; RODRIGUES, I. L. S. O TRABALHO PSICOSSOCIAL COM FAMILIARES DE PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA: UMA EXPERIÊNCIA EM PSICOLOGIA SOCIAL DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 7, n. 19, p. 31–43, 2021. DOI: 10.5281/zenodo.5027806 . Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/369. Acesso em: 25 out. 2021.
Seção
Artigos

Referências

ALMEIDA, M. E. S. “A Força do Legado Transgeracional numa Família”. Psicologia: Teoria e Prática, vol. 10, n. 2, dezembro, 2008.

ARAÚJO, E. T.; SAAD, L. Outros Caminhos são Possíveis – Corra Pro Abraço: Ação Pública de Redução de Riscos e Danos para Populações Vulneráveis. Salvador: Comunidade Cidadania e Vida, 2019.

ARONSON, E. O Animal Social: Introdução ao Estudo do Comportamento Humano. São Paulo: IBRASA, 1979.

BARROS, P. R.; HENRIQUES, R.; MENDONÇA, R. “Desigualdade e Pobreza no Brasil: Retrato de uma Estabilidade Inaceitável”. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 15, n. 42, maio, 2000.

COMPARATO, F. K. “Capitalismo: Civilização e Poder”. Estudos Avançados, vol. 25, n. 72, janeiro, 2011.

DALTRO, M. R.; FARIA, A. A. “Relato de Experiência: Uma narrativa científica na pós-modernidade”. Estudos e Pesquisas em Psicologia, vol. 19, n. 1, abril, 2019.

FONTELLES, J. M.; SIMÕES, G. M.; FARIAS, H. S., FONTELLES, G. S. R. “Metodologia da Pesquisa Científica: Diretrizes para a Elaboração de um Protocolo de Pesquisa”. Revista Paraense de Medicina, vol. 23, n. 03, setembro, 2009.

MARTÍN-BARÓ, I. “O Papel do Psicólogo”. Estudos de Psicologia (Natal), vol. 2, n. 1, maio, 1997.

MÜLLER, F. G.; BEIRAS, A.; CRUZ, R. M. “O Trabalho do Psicólogo na Mediação de Conflitos Familiares: Reflexões com Base na Experiência do Serviço de Mediação Familiar em Santa Catarina”. Aletheia, n. 26, dezembro, 2007.

ROCHA, R. V. S.; BRAMBILLA, B. B.; BARROS, B. D. “Saúde Mental em Contextos de Pandemia e Isolamento Social: Tarefas para as Trabalhadoras e Trabalhadores da Saúde”. Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia, vol. 8, n. 3, setembro, 2020.

SARTI, C. A. “A Família como Ordem Simbólica”. Psicologia USP, vol. 15, n. 3, julho, 2004.

SCARCELLI, I. R. Psicologia Social e Políticas: Pontes e Interfaces no Campo da Saúde. São Paulo: Zagodoni, 2017.

SCOTT, B. J.; PROLA, A. C.; SIQUEIRA, C. A.; PERREIRA, R. R. C. “O Conceito de Vulnerabilidade Social no Âmbito da Psicologia no Brasil: Uma Revisão Sistemática da Literatura”. Psicologia em Revista, vol. 24, n. 2, agosto, 2018.

SENHORAS, E. M. “O campo de poder das vacinas na pandemia da COVID-19”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 6, n. 18, 2021.

TIBURI, M. Feminismo em Comum: para Todas, Todes e Todos. Rio de Janeiro: Rosas dos Tempos, 2018.