SÍNDROME DE BURNOUT: REPERCUSSÕES NA SAÚDE DO PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Luciana Salvador de Aquino
Indiaria Santos Ribeiro
Wesley Martins

Resumo

A Síndrome de Burnout é caracterizada pelas sobrecargas de trabalho do profissional que lida diretamente com a população e com as demandas de trabalho em turnos exaustivos. O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão integrativa da literatura a respeito das repercussões da síndrome de Burnout na saúde dos profissionais da enfermagem. O método do estudo foi a revisão integrativa da literatura. A coleta de dados foi realizada no período de agosto a setembro de 2020 em publicações dos últimos cinco anos. A busca foi realizada na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS-BIREME), nas bases de dados Literatura Latino Americana e do Caribe em ciências da saúde (LILACS) e no portal Scientific Eletronic Library Online (SCIELO) utilizando os seguintes descritores: “Síndrome de Burnout”; “Enfermagem”; “Trabalho”. Os resultados levantados reuniram 15 artigos e mostraram que, deve haver maior compromisso de gestores e de todos no ambiente de saúde para minimizar os riscos da doença. Conclui-se que existe a necessidade de criação e estruturação de programas que incentivem os profissionais de saúde a cuidar-se cada vez mais evitando o adoecimento no trabalho.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SALVADOR DE AQUINO, L.; SANTOS RIBEIRO, I.; MARTINS, W. SÍNDROME DE BURNOUT: REPERCUSSÕES NA SAÚDE DO PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 6, n. 16, p. 44–57, 2021. DOI: 10.5281/zenodo.4699080 . Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/312. Acesso em: 7 jul. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Luciana Salvador de Aquino, Centro Universitário Dinâmica das Cataratas (UDC)

Acadêmica do curso de Enfermagem do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas. E-mail para contato: luciana.brytez@gmail.com

Indiaria Santos Ribeiro, Centro Universitário Dinâmica das Cataratas (UDC)

Acadêmica do curso de Enfermagem do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas. E-mail para contato: indiariaribeiro@autlook.com

Wesley Martins, Centro Universitário Dinâmica das Cataratas (UDC)

Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo – USP. Docente do curso de Enfermagem do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas. E-mail para contato: e-mail: wesley.martins@udc.edu.br

Referências

ALMEIDA, A. M. S; LEITE, E. P.; CRUZ, I. R. D. “Síndrome de Burnout: Revisão Integrativa”. EFDeportes.com: Revista Digital, vol. 19, n. 200, Enero, 2015.

BORGES, G. D. F. Síndrome de Burnout em Profissionais de Enfermagem atuantes em Unidade de Emergência Hospitalar (Monografia de Especialização em Enfermagem). Florianópolis: UFSC, 2014.

CANDIDO, J.; SOUZA, L. R. “Síndrome de Burnout: As novas Formas de Trabalho que Adoecem”. psicologia.pt: O portal dos psicólogos, vol. 1, n. 1, 2016.

CARVALHO, D. P. et al. “Cargas de Trabalho e a Saúde do Trabalhador de Enfermagem: Revisão Integrativa”. Revista Cogitare Enfermagem, vol. 22, n. 1, 2017.

FERNANDES, L. S.; NITSCHE, M. J. T.; GODOY, I. “Burnout Syndrome in Nursing Professionals from an Intensive Care Unit”. Cuidado Fundamental, vol. 9, n. 2, 2017.

FRANÇA, F. M.; FERRARI, R. “Síndrome de Burnout e os Aspectos Sócio-Demográficos em Profissionais de Enfermagem”. Acta Paulista de Enfermagem, vol. 25, n. 5, 2012.

FRANÇA, T. L. B. “Síndrome de Burnout: Característica, Diagnóstico Fatores de Risco e Prevenção”. Revista Enfermagem UFPE, vol. 8, n. 10, 2014.

HOLMES, E. S.; SANTOS, S. R.; FARIAS, J. A.; COSTA, M. S. “Síndrome de Burnout em Enfermeiros da Estratégia da Saúde da Família”. Revista Enfermagem UFPE, vol. 8, n. 7, 2014.

MENDES, K. D. S.; SILVEIRA, R. C. C. P.; GALVAO, C. M. “Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem”. Texto contexto - Enfermagem, vol. 17, n. 4, 2008.

MORALES, L. S.; MURILLO, L. F. H. “Revisón Bibliográfica: Síndrome de Burnout”. Medicina Legal de Costa Rica, vol. 32, n. 1, 2015.

MORENO, F. N.; GIL, G. P.; HADDAD, M. C. L.; VANNUCHI, M. T. O. “Estratégias e Intervenções no enfrentamento da Síndrome de Burnout”. Revista de Enfermagem, vol. 19, n. 1, 2011.

MOTA, G. S.; ALENCAR, C. M. S.; TAPETY, F. I. “Síndrome de Burnout em Profissionais de Saúde: Uma Revisão Bibliográfica da Literatura”. Revista Eletrônica Acervo Saúde, vol. 5, n. 1, 2017.

NUNES, D. S.; RANGEL, P. S. O.; NUNES, C. R. “Síndrome de Burnout e sua relação com a enfermagem”. Múltiplos @cessos: Revista Científica Interdisciplinar, vol. 1, n. 1, 2016.

PAGANINI, D. D. Síndrome de Burnout (Monografia de Especialização em Enfermagem). Criciúma: UNESC, 2012.

RODRIGUES, T. D. F. “Fatores Estressores para a Equipe de Enfermagem da Unidade de Terapia Intensiva”. Revista Mineira de Enfermagem, vol. 16, n. 3, 2012.

SCHMIDTZ, D. R. C.; PALADINI, M.; BIATO, C.; PAIS, J. D.; OLIVEIRA, A. R. “Qualidade de Vida no Trabalho e Burnout em Trabalhadores de Enfermagem de Unidade de Terapia Intensiva”. Revista Brasileira de Enfermagem, vol. 66, n. 1, 2013.

SCHMITZ, G. A. Síndrome de Burnout: Uma Proposta de Análise sob Enfoque Analítico-Comportamental (Dissertação em Análise do Comportamento). Londrina: UEL, 2015.

SILVA, R. N. S.; SILVA, L. P.; COSTA, M. C. M.; MENDES, J. R. “Síndrome de Burnout em Profissionais da Enfermagem”. Revista Saúde em Foco, vol. 2, n. 2, 2015.

SIMÕES, J. “Prevalência da Síndrome de Burnout e Qualidade do Sono em Trabalhadores de Enfermagem”. Revista Saúde e Pesquisa, vol. 9, n. 3, 2016.

TRINDADE, L. L.; LAUTERT, L. “Síndrome de Burnout entre os trabalhadores da Estratégia de Saúde da Família”. Revista Escola de Enfermagem USP, vol. 44, n. 2, 2010.