O PAPEL DAS IGREJAS E ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS NA MIGRAÇÃO VENEZUELANA EM RORAIMA (2018-2022)

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Elói Martins Senhoras
Fernando Lima Mendes
Carlos Alberto Borges da Silva

Resumo

A diáspora venezuelana trata-se de um fenômeno engendrado pela conjugação de mudanças na conjuntura internacional e por uma dupla crise interna de natureza  política e econômica que se estruturou ao longo da década de 2010, tendo como repercussão um rápido êxodo internacional de mais de 10% da população até o ano de 2020, quando as fronteiras internacionais se fecharam em função da difusão multilateral da pandemia da Covid-19 no globo. Não é por acaso que o Brasil, por meio do estado de Roraima como fronteira imediata em relação à Venezuela, se tornou no quinto maior epicentro de destino dos fluxos de imigrantes e refugiados, o que requereu uma resposta por parte do Governo Federal, a Operação Acolhida, para lidar com os complexos dilemas que emergiram no eixo terrestre dos deslocamentos, desde o município roraimense de Pacaraima (linha de fronteira), passando pela capital do estado, Boa Vista (faixa de fronteira), até se chegar à capital do estado do Amazonas, Manaus (maior centro econômico da Amazônia). Partindo de uma agenda de estudo focalizada no sistema de governança da Operação Acolhida, estruturado de modo tripartite pelo Governo Federal, Organizações Internacionais, e Organizações da Sociedade Civil, o presente artigo apresenta como problema de estudo o seguinte questionamento relacionado ao último ator deste tripé: Qual o papel das Igrejas e organizações religiosas na prestação dos serviços humanitários para a comunidade de imigrantes e refugiados venezuelanos em Roraima? O recorte metodológico da pesquisa se caracteriza pelo uso de uma abordagem exploratória-explicativa-descritiva quanto aos fins e quali-quantitativa quanto aos meios, sendo o método dedutivo o fio condutor de estruturação das análises e discussões, por meio de uma triangulação metodológica dos procedimentos de levantamento de dados (revisão bibliográfica, documental e integrativa) e de análise dados (estudo de caso com base em hermenêutica social, bem como análise gráfica e iconográfica que levaram em consideração uma hemeroteca temática do Jornal Folha de Boa Vista). A participação de Igrejas e organizações religiosas de natureza cristã, tanto católica, quanto evangélica, é característica no atendimento humanitário venezuelano em Roraima, demonstrando que a despeito de eventualmente existirem objetivos missionários ou de promoção da religiosidade, a maioria das instituições envolvidas trabalham com a priorização do atendimento humanitário lato sensu, independente dos crédulos do público alvo.  Conclui-se com base nos resultados apresentados ao longo desta pesquisa que a diáspora venezuelana reproduz um típico perfil de crise nacional com transbordamentos no deslocamento internacional, bem como demonstra, tal como em outras crises humanitárias, que o atendimento dos fluxos de refugiados e imigrantes incorpora uma clara prestação de serviços humanitários por parte de Igrejas e organizações religiosas cristãs dentro de um sistema de governança, no qual não apenas os governos participam com recursos humanos e financeiros, mas também Organismos Internacionais da ONU e Organizações da Sociedade Civil.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SENHORAS, E. M.; MENDES, F. L. .; SILVA, C. A. B. da . O PAPEL DAS IGREJAS E ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS NA MIGRAÇÃO VENEZUELANA EM RORAIMA (2018-2022). Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 10, n. 30, p. 129–142, 2022. DOI: 10.5281/zenodo.6728395. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/681. Acesso em: 12 abr. 2024.
Seção
Ensaios

Referências

BOCKORNI, B. R. S.; GOMES, A. F. “A amostragem em snowball (bola de neve) em uma pesquisa qualitativa no campo da administração”. Revista de Ciências Empresariais da UNIPAR, vol. 22, n. 1, 2021.

CASANOVA, J. Public religions of the modern world. Chicago: University of Chicago Press, 1994.

CBB – Convenção Batista Brasileira. “Saiu na mídia - Missão Brasil Venezuela na Band Roraima”. CBB [2020]. Disponível em: <http://convencaobatistabrasileira.com.br>. Acesso em: 25/04/2022.

GIRARDI, P. “Projeto ‘Mexendo a panela’ completa 4 anos alimentando imigrantes”. Folha de Boa Vista [24/06/2019]. Disponível em: . Acesso em: 25/04/2022.

LEVITT, P. “Redefining the Boundaries of Belonging: The Institutional Character of Transnational Religious Life”. Sociology of Religion, vol. 65, n. 1, 2004.

MISSÕES NACIONAIS. “Missão Brasil Venezuela: 365 dias amparando os refugiados”. Missões Nacionais [07/05/2019]. Disponível em: <https://missoesnacionais.org.br>. Acesso em: 25/04/2022.

NAWYN, S. J. “Faithfully Providing Refuge: The Role of Religious Organizations in Refugee Assistance and Advocacy”. UC San Diego Working Papers, n. 115, April, 2005.

OPERAÇÃO ACOLHIDA. “O Mexendo a Panela surgiu em 2015, como iniciativa do Padre Revislande Araújo”. Youtube da Operação Acolhida [01/04/2022]. Disponível em: <https://www.youtube.com>. Acesso em: 25/04/2022.

PEREIRA, C. J. Webjornalismo nos Principais Sites Jornalísticos Brasileiros. Estudo de Gêneros e Formatos. Boa Vista: Editora IOLE, 2022.

RODRIGUES, S. “Solidariedade II”. Folha de Boa Vista [15/01/2019]. Disponível em: . Acesso em: 25/04/2022.

SEIXAS, L. “Teorias de jornalismo para gêneros jornalísticos”. Revista Galaxia, n. 25, junho, 2013.

SENHORAS, E. M.; GOMES, M. L. “Covid-19 nos municípios de Roraima”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 3, n. 9, 2020.

STEPICK, A.; REY, T.; MAHLER, S. J. Churches and charity in the immigrant city: Religion, Immigration, and Civic Engagement in Miami. New Brunswick: Rutgers University Press, 2009.

VASCONCELOS, I. S. “Desejáveis” e “indesejáveis”: diferencialidades e paradoxos no acolhimento de venezuelanos/as em Roraima e no Amazonas (Tese de Doutorado em Antropologia Social). São Carlos: UFScar, 2021.

VIVA CIDADANIA. “Projeto Mexendo a Panela alimenta pessoas carentes em Boa Vista (RR)”. Instituto Viva Cidadania [14/07/2020]. Disponível em: <https://www.vivacidadania.org.br>. Acesso em: 14/07/2020.

WENDLING, K. C. S.; NASCIMENTO, F. L.; SENHORAS, E. M. “A crise migratória venezuelana”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 8, n. 24, 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>