CARESTIA, MAPA DA FOME E O AGRAVAMENTO DA INSEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL EM TEMPOS DE PANDEMIA: O RETROCESSO BRASILEIRO NA POLÍTICA DE COMBATE À FOME

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Albert Lima Machado
Alice Bartholazi França
Tauã Lima Verdan Rangel

Resumo

A pandemia da Covid-19 trouxe inúmeras consequências para a vida da população brasileira, no entanto, em relação a fome, ela apenas agravou uma situação que já existia no cenário brasileiro. Com a intensificação da pobreza, o número de cidadãos em insegurança alimentar aumentou, fazendo com que o Brasil retornasse ao Mapa da Fome, o que ocasionou em um retrocesso no combate à fome. É sabido que o acesso à alimentação é um direito de todo cidadão, entretanto, a cada dia mais, os brasileiros têm seus direitos violados e sua dignidade ferida. Deste modo, o presente trabalho busca apresentar a situação da fome no país em tempos de pandemia, retrocesso na política de combate à fome no Brasil, primeiro sendo apresentado a alimentação como um direito, o desmonte das políticas nacionais de segurança alimentar, para depois discutir a carestia e o agravamento da insegurança alimentar e nutricional em tempos de pandemia. A metodologia utilizada na construção do presente artigo pautou-se na utilização dos métodos dedutivo e qualitativo.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
MACHADO, A. L.; FRANÇA, A. B. .; RANGEL, T. L. V. CARESTIA, MAPA DA FOME E O AGRAVAMENTO DA INSEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL EM TEMPOS DE PANDEMIA: O RETROCESSO BRASILEIRO NA POLÍTICA DE COMBATE À FOME. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 8, n. 24, p. 87–101, 2021. DOI: 10.5281/zenodo.5764610. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/512. Acesso em: 17 ago. 2022.
Seção
Artigos

Referências

ALBUQUERQUE, M. F. M. “A segurança alimentar e nutricional e o uso da abordagem de direitos humanos no desenho das políticas públicas para combater a fome e a pobreza”. Revista de Nutrição, vol. 22, n. 6, 2009.

ARAÚJO, M. M.; DINIZ, J. F. “Direito à alimentação adequada: aspectos históricos, definição e fundamentalidade”. Revista Brasileira de Direito e Gestão Pública, vol. 1, n. 1, 2013.

BBC. “'Bolsocaro'? O que explica inflação mais alta para os mais pobres durante a pandemia”. BBC News Brasil [17/03/2021]. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese>. Acesso em: 07/12/2021.

BICALHO, D.; LIMA, T. M. “O Programa Nacional de Alimentação Escolar como garantia do direito à alimentação no período da pandemia da COVID-19”. Demetra: Alimentação, Nutrição & Saúde, vol. 15, 2020.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br>. Acesso em: 07/12/2021.

BRASIL. Lei nº 11.346, de 15 de setembro de 2006. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br>. Acesso em: 07/12/2021.

BRASIL DE FATO. "O Brasil já está dentro do Mapa da Fome", denuncia ex-presidente do CONSEA.Brasil de Fato [23/06/2020]. Disponível em: <https://www.brasildefato.com.br>. Acesso em: 07/12/2021.

CASTRO, I. R. R. “A extinção do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e a agenda de alimentação e nutrição”. Cadernos de Saúde Pública, vol. 35, n. 2, 2019.

CNN Brasil. “População abaixo da linha da pobreza triplica e atinge 27 milhões de brasileiros”. CNN Brasil [08/04/2021]. Disponível em: <https://www.cnnbrasil.com.br>. Acesso em: 07/12/2021.

CNN Brasil. “Como a pandemia e o isolamento influenciam os hábitos alimentares do brasileiro CNN Brasil [02/04/2021]. Disponível em: <https://www.cnnbrasil.com.br>. Acesso em: 07/12/2021.

CNN Brasil. “Inflação e pandemia podem empurrar Brasil de volta ao Mapa da Fome”. CNN Brasil [01/04/2021]. Disponível em: <https://www.cnnbrasil.com.br>. Acesso em: 07/12/2021.

CONSEA - Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Princípios e Diretrizes de uma Política de Segurança Alimentar e Nutricional. Brasília: IPEA, 2004. Disponível em: <https://www.ipea.gov.br>. Acesso em: 07/12/2021.

FAO - Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura / PENSSAN - Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. Insegurança Alimentar e Covid-19 no Brasil. S. L.: FAO/PENSSAN, 2021 Disponível: <http://www.fao.org>. Acesso em: 07/12/2021.

G1. “Açougue tem fila para doação de ossos em Cuiabá para famílias carentes”. G1 MT [17/07/2021]. Disponível em: <https://g1.globo.com/mt>. Acesso em: 07/12/2021.

G1. “Fome no Brasil: em 5 anos, cresce em 3 milhões o nº de pessoas em situação de insegurança alimentar grave, diz IBGE”. G1 [17/09/2020]. Disponível em: <https://g1.globo.com>. Acesso em: 07/12/2021.

GIUSTINA, E. F. D.; ASSIS, J. M. “Resgate histórico da legislação brasileira na área da segurança alimentar e nutricional”. Revista Âmbito Jurídico, n. 116, 2013. Disponível em: <https://ambitojuridico.com.br>. Acesso em: 07/12/2021.

GLOBO RURAL. “No ´celeiro do mundo´, fome avança sobre a zona rural”. Globo Rural [06/04/2021]. Disponível em: <https://revistagloborural.globo.com>. Acesso em: 07/12/2021.

IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. O Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional na Visão de seus Conselheiros. Brasília: IPEA, 2012. Disponível em: <https://www.ipea.gov.br>. Acesso em: 07/12/2021.

LIMA, F. C. et al. Direito à alimentação: relevância jurídica, aplicação da Emenda nº 64 de 2010 e perfil das políticas públicas. Brasília: CONSEA, 2011.

LIMA, L. G. “Covid-19 e ampliação da fome: uma crítica ao sistema alimentar global sob a mundialização do capital”. PEGADA: A Revista da Geografia do Trabalho, vol. 21, n. 2, 2020.

MAAS, N. M. et al. “Insegurança Alimentar em famílias de área rural do extremo sul do Brasil”. Ciência & Saúde Coletiva, vol. 25, 2020.

OLIVEIRA, F. A. A.; CARVALHO, F. A. F. “Extinção do CONSEA ou instituição do “descontrole social” no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)?” Jornal de Políticas Educacionais, vol. 14, n. 15, 2020.

ONU - Organização das Nações Unidas. “Declaração dos Direitos Humanos” ONU Brasil [1948]. Disponível em: <https://brasil.un.org>. Acesso em: 07/12/2021.

ONU - Organização das Nações Unidas. “ONU: fome atinge mais de 820 milhões de pessoas no mundo”. ONU News [15/07/2019]. Disponível em: <https://news.un.org>. Acesso em: 07/12/2021.

PICININ, A. C.; ROCCO, B. R. “Mais alimentos, por favor: o direito à alimentação adequada e o comprometimento do Estado e da sociedade para a concretização da segurança alimentar. Publica Direito [s.d.]. Disponível em: <http://www.publicadireito.com.br>. Acesso em: 07/12/2021.

SANTOS, L. P. et al. “Tendências e desigualdades na insegurança alimentar durante a pandemia de COVID-19: resultados de quatro inquéritos epidemiológicos seriados”. Cadernos de Saúde Pública, vol. 37, n. 5, 2021.

SENHORAS, E. M. “COVID-19 e os padrões das relações nacionais e internacionais”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 3, n. 7, 2020.

SENHORAS, E. M. “O campo de poder das vacinas na pandemia da Covid-19”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 6, n. 18, 2020.

SILVA, J. A. Comentário contextual à Constituição. São Paulo: Editora Malheiros, 2012.

SIPIONI, M. E. et al. “Máscaras cobrem o rosto, a fome desmascara o resto: COVID-19 e o enfrentamento à fome no Brasil”. Preprints Scielo [2020]. Disponível em: <https://preprints.scielo.org>. Acesso em: 07/12/2021.

VALENTE, F. L. S. “Fome, desnutrição e cidadania: inclusão social e direitos humanos”. Saúde e Sociedade, vol. 12, 2003.