ANÁLISE DAS PERCEPÇÕES DE JOVENS DA CIDADE DE PORTO ALEGRE SOBRE A PANDEMIA DA COVID-19

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Victor Hugo Nedel Oliveira
Andreia Mendes dos Santos

Resumo

A chegada da pandemia da COVID-19 trouxe profundas transformações na sociedade contemporânea, que também ocorreram com os jovens. O principal objetivo do presente texto é discutir resultados iniciais da pesquisa que buscou analisar as novas constituições de ser e estar jovem em Porto Alegre (RS), em meio à pandemia da COVID-19. Para isso, foi aplicado um questionário virtual com 306 jovens de Porto Alegre. O questionário foi dividido em duas partes, sendo a primeira a caracterização da amostra da investigação e a segunda, análise de afirmações apresentadas na escala Likert. Os cuidados éticos de regulação na pesquisa em ciências humanas foram seguidos. Como resultados, foi possível verificar que a maioria dos sujeitos que participaram da investigação são jovens mulheres, brancas, entre os 18 e 24 anos e que apenas estudam. Sobre o acesso ao instrumento de pesquisa, 40% acessaram por meio das redes sociais. Em relação ao acesso à internet, 91% utiliza banda larga e 81% o aparelho smartphone. Sobre as afirmações apresentadas na escala Likert, a ampla maioria dos jovens possui compreensão e entendimento das medidas de contenção do vírus e, ainda, percebem o governo brasileiro como negligente no combate à pandemia. É possível considerar, portanto, que as juventudes contemporâneas possuem papel fundamental no contexto pandêmico pelas suas vivências, percepções e engajamento na tarefa de conter a proliferação do novo coronavírus, a partir de atitudes e de responsabilidade social.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
NEDEL OLIVEIRA, V. H.; MENDES DOS SANTOS, A. ANÁLISE DAS PERCEPÇÕES DE JOVENS DA CIDADE DE PORTO ALEGRE SOBRE A PANDEMIA DA COVID-19. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 6, n. 16, p. 28–37, 2021. DOI: 10.5281/zenodo.4643061 . Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/293. Acesso em: 7 jul. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Victor Hugo Nedel Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutor em Educação e Pós-Doutorando em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Licenciado em Geografia e Mestre em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor e Pesquisador do Departamento de Humanidades da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). E-mail para contato: victor.juventudes@gmail.com ORCID iD: http://orcid.org/0000-0001-5624-8476 Lattes: http://lattes.cnpq.br/7489113176882485

Andreia Mendes dos Santos, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Psicóloga, Mestra, Doutora e Pós-Doutora em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. E-mail: andreia.mendes@pucrs.br

Referências

BAPTISTA, A. B.; FERNANDES, L. V. “COVID-19, análise das estratégias de prevenção, cuidados e complicações sintomáticas”. DESAFIOS - Revista Interdisciplinar da Universidade Federal do Tocantins, vol. 7, n. 3, dezembro, 2020.

BEZERRA, A. C. V. “Fatores associados ao comportamento da população durante o isolamento social na pandemia de COVID-19”. Ciência e Saúde Coletiva, vol. 25, n. 1, dezembro, 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 510, de 7 de abril de 2016. Diário Oficial da República Federativa do Brasil [24/05/2016]. Seção 1, p. 44- 46. Brasília: DOU, 2016.

CAMPOS, G. W. S. “O pesadelo macabro da Covid-19 no Brasil: entre negacionismos e desvarios.” Trabalho, Educação e Saúde, vol. 18, n. 3, dezembro, 2020.

CAPONI, S. “Covid-19 no Brasil: entre o negacionismo e a razão neoliberal”. Estudos Avançados, vol. 34, n. 99, dezembro, 2020.

CARVALHEIRO, J. R. “Os coletivos da Covid-19.” Estudos Avançados, vol. 34, n. 99, dezembro, 2020.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Editora Atlas, 2007.

HENRIQUES, C. M. P.; VASCONCELOS, W. “Crises dentro da crise: respostas, incertezas e desencontros no combate à pandemia da Covid-19 no Brasil”. Estudos Avançados, vol. 34, n. 99, dezembro, 2020.

LIKERT, R. “A Technique for the Measurement of Attitudes”. Archives of Psychology, vol. 140, 1932.

MARTELETO, R. M. “Redes sociais, mediação e apropriação de informações: situando campos, objetos e conceitos na pesquisa em Ciência da Informação”. Telfract, vol. 1, n. 1, agosto, 2018.

OLIVEIRA, V. H. N. “Juventudes, escola e cidade na pandemia da COVID-19.” Boletim da Conjuntura (BOCA), vol. 4, n. 10, abril, 2020a.

OLIVEIRA, V. H. N. “O papel da Geografia diante da pandemia da COVID-19.” Boletim da Conjuntura (BOCA), vol. 3, n. 7, julho, 2020b.

PAIS, J. M.; LACERDA, M. P. C.; OLIVEIRA, V. H. N. “Juventudes contemporâneas, cotidiano e inquietações de pesquisadores em Educação - uma entrevista com José Machado Pais”. Educar em Revista, n. 64, dezembro, 2017.

SOUZA, C. T. V. “Cuidar em tempos da COVID-19: lições aprendidas entre a ciência e a sociedade”. Cadernos de Saúde Pública, vol. 36, n. 6, agosto, 2020.

SPIZZIRRI, R. C. P. “Adolescência conectada: Mapeando o uso da internet em jovens internautas”. Argumento, vol. 30, n. 69, dezembro, 2012.