AVALIAÇÃO LEXICOMÉTRICA DE TWEETS SOBRE ENSINO REMOTO EMERGENCIAL

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Pablo Mateus dos Santos Jacinto
Adrielle de Matos Borges Teixeira

Resumo

A pandemia da COVID-19 modificou práticas, formas de acesso e experiências de escolarização, as quais foram compartilhadas extensamente nas redes sociais virtuais. Este estudo objetivou analisar a experiência de ensino remoto emergencial durante da pandemia da COVID-19, levantando elementos para compreender seu impacto na adesão, engajamento e permanência discente na educação. Para tanto, foram selecionadas postagens do Twitter do primeiro semestre letivo de 2021 e coletadas através da combinação dos descritores "EaD", "Ensino Remoto", "COVID" e "Coronavírus". Obteve-se 2.921 resultados que passaram por análise lexicométrica com auxílio dos softwares IRaMuTeQ e MAXQDA. Como resultado, formulou-se quatro categorias: Processos de cuidado e enfrentamento à COVID-19; Experiências negativas com a COVID-19; Percepções quanto à experiência da EaD na pandemia; e Sistema de ensino. As percepções apresentaram cunho prioritariamente negativo, enfatizando as barreiras decorrentes dos métodos e forma de execução do ensino remoto emergencial. Essas experiências sugerem obstáculos à adesão e a permanência de estudantes aos processos educacionais durante a pandemia. Propõe-se novos estudos, através de recursos metodológicos que possam selecionar com maior precisão seus participantes, já que a coleta em grandes redes sociais apresenta esse desafio.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
JACINTO, P. M. dos S. .; TEIXEIRA, A. de M. B. AVALIAÇÃO LEXICOMÉTRICA DE TWEETS SOBRE ENSINO REMOTO EMERGENCIAL. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 17, n. 51, p. 39–57, 2024. DOI: 10.5281/zenodo.10840205. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/850. Acesso em: 12 abr. 2024.
Seção
Artigos

Referências

ADNAN, M.; ANWAR, K. “Online Learning amid the COVID-19 Pandemic: Students’ Perspectives”. Online Submission, vol. 2, n. 1, 2020.

ARRUDA, E. P. “Educação remota emergencial: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19”. EmRede - Revista De Educação a Distância, vol. 7, n. 1, 2020.

BRASIL. Boletim Epidemiológico n. 67: Boletim COE Coronavírus. Brasília: Ministério da Saúde, 2021. Disponível em: . Acesso em: 10/11/2022.

BRASIL. Portaria n. 343, de 17 de março de 2020. Brasília: Ministério da Saúde, 2020. Disponível em: . Acesso em: 10/11/2022.

BROADBENT, J.; POON, W. “Self-regulated learning strategies & academic achievement in online higher education learning environments: A systematic review”. Internet and Higher Education, vol. 27, 2015.

CARPENTER, J. et al. “Exploring the landscape of educator professional activity on Twitter: an analysis of 16 education-related Twitter hashtags”. Professional Development in Education, vol. 48, n. 5, 2022.

CARVALHO, A. F. M. et al. “Perdas, mortes e luto durante a pandemia de COVID-19: uma revisão sistemática”. Brazilian Journal of Development, vol. 7, n. 9, 2021.

CASTRO, E. A.; QUEIROZ, E. R. “Educação a distância e ensino remoto: distinções necessárias”. Revista Nova Paideia - Revista Interdisciplinar em Educação e Pesquisa, vol. 2, n. 3, 2020.

D’ÁVILA, C.; MACHADO, R.; RADEL, D. “O olhar de estudantes de licenciatura da Universidade Federal da Bahia sobre EaD e ensino de Didática no contexto da pandemia pela COVID – 19”. Revista Cocar, n. 9, 2021.

FIUZA, P. J. “Adesão e permanência discente na educação a distância: investigação de motivos e análise de preditores sociodemográficos, motivacionais e de personalidade para o desempenho na modalidade”. Portal Eletrônico UFRGS [2012]. Disponível em: . Acesso em: 10/11/2022

FIUZA, P. J.; SARRIERA, J. C. “Motivos para adesão e permanência discente na educação superior a distância”. Psicologia: Ciência e Profissão, vol. 33, n. 4, 2013.

FONSECA, C.; FERNANDES, C. C. “Educação Presencial versus EaD: Perspectivas dos Alunos dos Cursos de Serviços Públicos e Administração”. EaD em Foco, vol. 7, n. 2, 2017.

GARZONI, L. R.; LEMOS, E. R. S.; COSTA E. A. Sugestões para a implementação do Plano de ação para a redução dos riscos de transmissão da COVID-19 na escola. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2020.

GIOLO, J. “Educação a distância no brasil: a expansão vertiginosa”. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, vol. 34, n. 1, 2018.

GORDEEVA, I. “Distance educational process at the university: advantages, problems and opinions of students”. Азимут научных исследований: педагогика и психология, vol. 10, 2021.

HABOWSKI, A. C.; BRANCO, L. S. A.; CONTE, E. “Evasão na EAD: perspectivas de prevenção”. Perspectiva, vol. 38, n. 3, 2020.

HARGAŠ, J.; MATISKOVÁ, D.; HARGAŠ, B. “Distance Education through Information and Communication Technologies”. R&E-SOURCE, vol. 10, 2023.

JACINTO, P. M. S. “Relato de experiência sobre estágio básico em psicologia social no modelo de ensino remoto emergencial”. Revista Cenas Educacionais, vol. 4, 2021.

KEMP, W. “Persistence of adult learners in distance education”. American Journal of Distance Education, vol. 16, n. 2, 2002.

LEITÃO, H. V. et al. “A educação a distância e a experiência de um centro universitário”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 16, n. 46, 2023.

LIMA, A. A. S.; SOUZA, F. S.; OLIVEIRA, H. V. “Educação a distância no IFRR / Campus Boa Vista Zona Oeste: entre os desafios práticos e as perspectivas em tempos de COVID-19”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 5, n. 15, 2021.

MÉDICI, M. S.; TATTO, E. R.; LEÃO, M. F. “Percepções de estudantes do Ensino Médio das redes pública e privada sobre atividades remotas ofertadas em tempos de pandemia do coronavírus”. Revista Thema, vol. 18, 2020.

NASCIMENTO, P. M. et al. Acesso domiciliar à internet e ensino remoto durante a pandemia. Brasília: Ipea, 2020.

OLIVEIRA, H. F. M.; SILVA, R. F.; PEREIRA, V. A. “Ways of learning in times of pandemic: Deficiencies and the importance of digital inclusion for public school students”. Research, Society and Development, vol. 10, n. 7, 2021.

PEREIRA, H. P.; SANTOS, F. V.; MANENTI, M. A. “Saúde mental de docentes em tempos de pandemia: os impactos das atividades remotas”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 3, n. 9, 2020.

REDIG, A. et al. “Formação Continuada Docente em EaD em Tempos de Pandemia: Contribuições para a Prática Pedagógica na Perspectiva da Educação Inclusiva”. EaD em Foco, vol. 10, n. 3, 2021.

RIBEIRO JUNIOR, M. C. et al. “Ensino remoto em tempos de covid-19: aplicações e dificuldades de acesso nos estados do Piauí e Maranhão”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 3, n. 9, 2020.

SANTOS, H. M. R. “Os desafios de educar através da Zoom em contexto de pandemia: investigando as experiências e perspetivas dos docentes portugueses”. Praxis Educativa, vol. 15, 2020.

SAVIANI, D.; GALVÃO, A. C. “Educação na pandemia: a falácia do “ensino” remoto”. Universidade e Sociedade, n. 67, 2021.

SILVA, E. M. A. Levantamento de percepções de estudantes de graduação sobre as modalidades de ensino presencial e online (Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Engenharia de Produção). Rio de Janeiro: UFF, 2020.

SILVA, M. J. S.; SILVA, R. M. “Educação e ensino remoto em tempos de pandemia: Desafios e Desencontros”. Anais do VII Congresso Nacional de Educação. João Pessoa: UEPB, 2020.

SINNENBERG, L. et al. “Twitter as a Tool for Health Research: A Systematic Review”. American Journal of Public Health, vol. 107, n. 1, 2017.

SIT, J. W. H. et al. “Experiences of online learning: students’ perspective”. Nurse Education Today, vol. 25, n. 2, 2005.

SOARES, R. A.; SILVA, G. A. “Regulamentos da EaD no Brasil e o Impacto da Portaria Nº 343/2020 no Ensino Superior”. EaD em Foco, vol. 10, n. 3, 2020.

SOUSA, Y. S. O. “O Uso do Software Iramuteq: Fundamentos de Lexicometria para Pesquisas Qualitativas”. Estudos e Pesquisas em Psicologia, vol. 21, n. 4, 2021.

UDDIN, M. M.; IMRAN, M.; SAJJAD, H. “Understanding Types of Users on Twitter”. arXiv, vol. 1, 2014.

UNICEF - Fundo das Nações Unidas para a Infância. “Cultura do fracasso escolar afeta milhões de estudantes e desigualdade se agrava na pandemia, alertam UNICEF e Instituto Claro”. UNICEF [2021]. Disponível em: . Acesso em: 11/01/2024.

VAN WART, M. et al. “Integrating students’ perspectives about online learning: a hierarchy of factors”. International Journal of Educational Technology in Higher Education, vol. 17, n. 1, 2020.

VITÓRIA, M. I. et al. “Engajamento acadêmico: desafios para a permanência do estudante na Educação Superior”. Educação, vol. 41, n. 2, 2018.

VLADOVA, G. et al. “Students’ Acceptance of Technology-Mediated Teaching – How It Was Influenced During the COVID-19 Pandemic in 2020: A Study From Germany”. Frontiers in Psychology, vol. 12, 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)