ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE GEOGRAFIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA EM UMA ESCOLA INDÍGENA DE RORAIMA

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Luciana Moreira da Silva
Márcia Teixeira Falcão

Resumo

O objetivo deste ensaio é discutir a importância do estágio supervisionado para a formação do professor, através de um relato de experiência em uma escola indígena de Roraima. A metodologia utilizada foi levantamento bibliográfico, observação e regência da disciplina de Geografia. Os resultados demonstram que o professor titular perpassa o conhecimento para os alunos, apesar das dificuldades enfrentadas no cotidiano escolar, em especial na educação indígena. A prática do estágio é de grande importância para o futuro docente, pois é nesse momento que os conhecimentos adquiridos no decorrer do curso, são ressaltados, assim como são oportunas as experiências de estágio em contextos diferenciados da Educação Básica.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SILVA, L. M. da; FALCÃO, M. T. ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE GEOGRAFIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA EM UMA ESCOLA INDÍGENA DE RORAIMA. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 10, n. 29, p. 74–82, 2022. DOI: 10.5281/zenodo.6440446. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/598. Acesso em: 7 jul. 2022.
Seção
Ensaios
Biografia do Autor

Luciana Moreira da Silva, Universidade Estadual de Roraima (UERR)

  

Referências

BELLOCHIO, C. R.; BEINEKE, V. “A Mobilização de Conhecimentos Práticos no Estágio Supervisionado: Um Estudo com Estagiários de Música da UFSM/RS e da UDESC/SC”. Música Hodie, vol. 7, n. 2, 2007.

BERNARDY, K.; PAZ, D. M. T. “Importância do estágio supervisionado para a formação de professores”. Anais do XXVI Seminário Interinstitucional de Ensino, Pesquisa e Extensão UNICRUZ [2012]. Disponível em:<http://www.unicruz.edu.br/seminario>. Acesso: 08/04/2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Proposta Curricular para a educação de jovens e adultos: Geografia, 2002. Brasília: MEC, 2002.

CASTROGIOVANNI, A. C.; GOULART, L. B. “A questão do livro didático em geografia: Elementos para uma análise”. In: CASTROGIOVANNI, A. C. (org.). Geografia em sala de aula: práticas e reflexões. Porto Alegre: UFRGS/AGB, 1999.

CAVALCANTI, L. S. “A Formação do Professor de Geografia – o Lugar da Prática de Ensino”. In: Concepções e Prática em Formação de Professores diferentes olhares. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

LIVEIRA, M. L. T. “Ensino de geografia na contemporaneidade: o uso de recursos didáticos na sua abordagem”. Anais do X ENPEG. Porto Alegre: AGB, 2009.

LUCIANO, R. R. F.; SIMAS, H. C. P.; GARCIA, F. M. “Políticas públicas para indígenas: da educação básica ao ensino superior”. Interfaces da Educação, vol. 11, n. 32, 2020.

SANTOS NETA, M. P.; ANDRADE, M. I. “Estágio em Geografia: teoria e prática na formação de professores”. Anais do 3º Encontro Baiano de Geografia. Salvador: UESB, 2018.