A FILOSOFIA DE GEORGES BATAILLE: O EROTISMO COMO OBJETO DE ESTUDO

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Avaetê de Lunetta e Rodrigues Guerra
Elce Nunes Nogueira da Costa e Nogueira
Michel da Costa

Resumo

Bataille defendia que o erotismo era uma força primordial e essencial na existência humana. Nesta pesquisa, será explorado como Bataille desafia as normas sociais e nos convida a repensar a natureza humana por meio da lente do desejo sexual. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica, realizada de forma sistemática e organizada, seguindo algumas etapas básicas. A primeira etapa consistiu na definição do tema de estudo e na delimitação do objeto de pesquisa, para direcionar a busca de forma mais eficiente. Após a definição do tema, foi realizada uma busca bibliográfica em diferentes fontes de informação, como livros, artigos científicos, teses, dissertações, relatórios técnicos, entre outros. Conclui-se que a filosofia de Georges Bataille trouxe uma abordagem profunda e complexa sobre o erotismo como objeto de estudo. Sua visão do erotismo como uma força primordial e transgressora, capaz de proporcionar prazer e transcendência, trouxe novas perspectivas para o campo da filosofia. Além disso, sua ênfase na responsabilidade ética e na importância da conexão humana torna sua abordagem ainda mais relevante nos dias de hoje.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
GUERRA, A. de L. e R.; NOGUEIRA, E. N. N. da C. e; COSTA, M. da. A FILOSOFIA DE GEORGES BATAILLE: O EROTISMO COMO OBJETO DE ESTUDO. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 16, n. 46, p. 795–806, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.10056609. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/2453. Acesso em: 1 mar. 2024.
Seção
Ensaios

Referências

BATAILLE, G. O erotismo. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2013.

BATAILLE, G. O erotismo. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2014.

BATISTA, M. C. S. “Gamificação na formação do leitor literário”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 14, n. 40, 2023.

FOUCAULT, M. “Apresentação”. In: BATAILLE, G. Oeuvres complètes: Tomo I. Paris: Gallimard, 1970.

GALANTIN, D. V. “Considerações sobre” O Erotismo”, de Georges Bataille: Um pensador do paradoxo e da transgressão”. Revista Cadernos de Clio, vol. 1, 2010.

GUERRA, A. L. R. “Metodologia da pesquisa científica e acadêmica”. Revista OWL, vol. 1, n. 2, 2023.

JOERKE, G. A. “A construção social da noção DE eros platônico: uma perspectiva simmeliana”. Revista OWL, vol. 1, n. 2, 2023.

REIS, R. S.; SANTOS, D. A. N. “Desfazendo mitos sobre sexualidade e pessoas com deficiências: uma experiência formativa”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 14, n. 42, 2023.

SENHORAS, E. M. “Caracterização e análise do programa agentes locais de inovação”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 7, n. 19, 2021.

SEVILLA, J. C. “A contribuição teórica de Deleuze e da filosofia: criar, ressignificar e aprender em busca de uma educação menor”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 12, n. 35, 2022.

STROZZI, G. V. Erotismo e religião em Georges Bataille (Tese de Doutorado em Ciências da Religião). São Paulo: PUCSP, 2007.