FATORES DE MOTIVAÇÃO A PRÁTICA ESPORTIVA DO MOUNTAIN BIKE

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Queli Ghilardi Cancian
Anilton de Oliveira da Silva
Saulo Augusto Borchart
Vilmar Malacarne

Resumo

São diversos os fatores  de motivação e satisfação que levam as pessoas a buscarem e  manterem uma prática de exercício físico. Considerando o crescente aumento de praticantes que buscam no Mountain Bike uma forma prazerosa de praticar exercício físico, o presente estudo apresenta como objetivo a identificação dos fatores que motivam a prática esportiva do Mountain Bike  no Brasil. Trata-se de um estudo qualitativo, exploratório, descritivo, de revisão bibliográfica e produção do estado do conhecimento. Os resultados sugerem que grande parte dos praticantes é influenciada pela cultura de andar de bicicleta, adquirida ainda na infância; pela promoção de um estilo de vida saudável e prazeroso e/ou pela influência de familiares e amigos. A diversão e os desafios proporcionados pela modalidade conduzem à socialização, porém, a motivação intrínseca é que produz melhores resultados no que se refere à permanência na prática desse esporte.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
CANCIAN, Q. G.; SILVA, A. de O. da; BORCHART, S. A.; MALACARNE, V. FATORES DE MOTIVAÇÃO A PRÁTICA ESPORTIVA DO MOUNTAIN BIKE. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 16, n. 46, p. 693–708, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.10056342. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/2418. Acesso em: 14 jul. 2024.
Seção
Ensaios

Referências

ALECRIM, J. V. C. “Políticas públicas de esporte e lazer na promoção da saúde e covid-19: o que devemos aprender para o futuro”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 2, n. 5, 2020.

AMARAL, P. R. P. Motivos de Adesão da Prática do Mountain Bike na Cidade de Palmas-TO (Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Educação Física). Palmas: ULBRA, 2019.

ANSARI, M. et al. “Mountain biking injuries”. Current Sports Medicine Reports, vol. 16, n. 6, 2017.

BALBINOTTI, M. A. A. et al. “Perfis motivacionais de corredores de rua com diferentes tempos de prática”. Revista brasileira de ciências do esporte, vol. 37, n. 1, 2015.

BARDIN, L. Análise do conteúdo. São Paulo: Editora Edições 70, 2016.

BENITES, M. R. et al. “Orientação a práticas parentais: descrição de um programa de intervenção individual breve”. Psicologia: Ciência e Profissão, vol. 41, 2021.

BIAZOTTI, P. S. et al. “Fatores de adesão da prática do Mountain Bike”. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, vol. 10, n. 62, 2016.

BIKELOKO. “Curiosidades/história do mountain bike”. Bikeloko [2020]. Disponível em: . Acesso em: 25/09/2023.

BOTELHO, L. L. R.; CUNHA, C. C. A.; MACEDO, M. “O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais”. Gestão e Sociedade, vol. 5, n. 11, 2011.

BRITO, A. P. G.; OLIVEIRA, G. S.; SILVA, B. A. “A importância da pesquisa bibliográfica no desenvolvimento de pesquisas qualitativas na área de educação”. Cadernos da FUCAMP, vol. 20, n. 44, 2021.

BROWN, C. L. et al. “Student experiences of an adventure therapy mountain bike program during the COVID-19 pandemic”. Journal of Adventure Education and Outdoor Learning, vol. 22, n. 4, 2022.

CANCIAN, Q. G.; ALDERETE, J. L. D. M. O.; MALACARNE, V. “Fatores motivacionais dos praticantes de corrida de rua em grupo”. Revista Thêma et Scientia, vol. 9, n. 2, 2019.

DANTAS, P. L. “Ciclismo”. Mundo da Educação [2021]. Disponível em: . Acesso em: 07/09/2023.

HORN, T. S. Advances in sport psychology. Champaign: Human Kinetics, 2002.

IMPELLIZZERI, F.; MARCORA, S. “The Physiology of Mountain Biking”. Sports Medicine, vol. 37, 2007.

LIMA JUNIOR, L. C.; SANTOS, L. G. G. “Fatores motivacionais que levam à prática da musculação”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 10, n. 30, 2022.

MAGILL, R. A. Aprendizagem Motora Conceitos e Aplicações. São Paulo: Editora Edgard Blücher, 2000.

MANFIOLETE, L. D.; AGUIAR, C. M. “Sentidos da adesão ao Mountain Bike na relação ser humano-natureza”. Revista da ALESDE, vol. 2, n. 1, 2012.

MARTINS, A. S. et al. “Avaliação fisioterapêutica no ciclismo: Um estudo de caso”. Revista Eletrônica De Trabalhos Acadêmicos, vol. 1, 2016.

MASSARELLA, F. L. Motivação intrínseca e o estado mental flow em corredores de rua (Dissertação de Mestrado em Educação Física). Campinas: UNICAMP,2008.

MAZUCATO, T. et al. Metodologia da pesquisa e do trabalho científico. Penápolis: Funepe. 2018.

NASCIMENTO, A. A.; BRITO, D. F. F.; VILANOVA-CAMPELO, R. C. “Prática de atividade física entre adolescentes durante a pandemia da Covid-19”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 15, n. 44, 2023

OLIVEIRA, F. R. Fatores Motivacionais para a Prática de MTB em um Grupo de Belo Horizonte e Regiões Metropolitanas (Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Educação Física). Contagem: UNA, 2022.

OLIVEIRA, J. C.; BARBOSA, K. L.; HEGEDUS, C. E. N. “Um estudo de caso dos fatores motivacionais na Universidade Federal do Espírito Santo–Campus de Alegre”. Contextus–Revista Contemporânea de Economia e Gestão, vol. 15, n. 2, 2017.

PAIXAO, J. A. et al. “Practice of mountain bike: factors involved the adhesion and permanence by practitioner”. Motricidade, vol. 8, 2012.

PAIXÃO, J.; KOWALSKI, M. “Fatores intervenientes à prática do mountain bike junto à natureza”. Estudos de Psicologia, vol. 30, n. 4, 2013.

RIBEIRO, D. A. Fatores motivacionais de pessoas praticantes de corrida de rua em Porto Alegre (Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Educação Física). Porto Alegre: UFRGS. 2014.

SANTOS, A. V. et al. “Fatores motivacionais para a prática do mountain bike na região metropolitana do Cariri cearense”. Revista digital EFDesportes, vol. 18, n. 189. 2014.

SANTOS, M. F. D. S. Aderência à prática do mountain bike por ciclistas amadores do município de São Felipe-BA (Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Educação Física). Governador Manbabeira: Faculdade Maria Nilza, 2021.

SANTOS, U. V. et al. “A relação entre ciclismo, meio ambiente e mobilidade urbana”. Revista digital EFDesportes, vol. 15, n. 150, 2010.

SATOSHI, F. A. “História do Mountain Bike: como tudo começou”. Portal Webventure [2017]. Disponível em: . Acesso em: 03/09/2023.

SILVA, A. M. et al. “Avaliação do perfil e fatores motivacionais relacionados à prática de ciclismo em cidades do interior de minas de gerais”. Revista Científica UNIFAGOC - Caderno Multidisciplinar, vol. 1, 2022.

SILVA, A. P. P. N.; SOUZA, R. T.; VASCONCELLOS, V. M. R. “O Estado da Arte ou o Estado do Conhecimento”. Educação, vol. 43, n. 3, 2020.

SOARES, E. D. F.; MACHADO, A. J. S. “Perfil do atleta de mountain bike da cidade de Ipatinga-MG”. Revista On-line Unileste, vol. 2, 2004.

TOAPANTA, D. O. N.; HERRERA, E. R. Y. “Motivación y uso de la bicicleta en niños de 10 a 12 años en Tena”. Lecturas: Educación Física y Deportes, vol. 25, n. 267, 2020.

TRONCOSO, L. D. M.; PUTTINI, R. F.; MANFIOLETE, S. S. R. D. “O ciclismo na perspectiva da motricidade humana”. Leituras: Educação Física e Esportes, vol. 23, n. 242, 2018.

VEIGAS, J. et al. “Motivação para a prática e não prática no desporto escolar”. Portal dos Psicólogos [2009]. Disponível em: Acesso em: 03/09/2023.

VIEIRA, E. F. B. Uma abordagem de incidente crítico para examinar a experiência de ciclismo: um estudo de caso sobre passageiros de Portugal (Tese de Doutorado em Educação Física). Minho: UMinho, 2023.

XAVIER, G. N. A.; GIUSTINA, M.; CARMINATTI, L. J. “Promovendo o uso da bicicleta para uma vida mais saudável”. Revista Cinergis, vol. 1, n. 2, 2000.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)