NOTAS ACERCA DO FASCISMO

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Michel Goulart da Silva

Resumo

Discute-se neste ensaio as possibilidades de uso do conceito de fascismo a partir de alguns aspectos presentes em estudos clássicos acerca do tema. Para tanto, são apresentados alguns aspectos das ideias elaboradas por Leon Trotsky e Willian Reich. Procura-se no texto, ademais, identificar os elementos do conceito com a realidade atual situação política e social por que passa o Brasil.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SILVA, M. G. da . NOTAS ACERCA DO FASCISMO. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 10, n. 29, p. 26–32, 2022. DOI: 10.5281/zenodo.6403339. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/600. Acesso em: 7 jul. 2022.
Seção
Ensaios

Referências

KONDER, Leandro. Introdução ao fascismo. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

LÊNIN, Vladimir Ilʹich. Materialismo e empiriocriticismo. Moscovo: Progresso / Lisboa: Avante, 1982.

REICH, Wilhelm. Psicologia de massa do fascismo. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

REICH, Wilhelm. O que é consciência de classe? São Paulo: Martins Fontes, 1976.

SILVA, Michel Goulart da. Brasil no tempo presente. Boa Vista: Editora IOLE, 2021.

SILVA, Michel Goulart da. “O Escola Sem Partido como expressão do ideário militar”. Germinal, vol. 10, n. 3, 2019.

SILVA, Michel Goulart da. “Notas acerca do conservadorismo”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 9, n. 25, 2022a.

SILVA, Michel Goulart da. Governo Bolsonaro: ideologia, política e luta de classes. Boa Vista: Editora IOLE, 2022b.

SILVA, Michel Goulart da. “Reflexões sobre o marxismo cultural”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 1, n. 3, 2020.

SILVA, Michel Goulart da. Os riscos da democracia: da “transição lenta e gradual” à “onda conservadora” (Relatório de Pós-Doutorado). Florianópolis: UDESC, 2018.

TROTSKY, Leon. Aonde vai a França. São Paulo: Desafio, 1994.

TROTSKY, Leon. Escritos (1932-33), tomo IV, vol. 1. Bogotá: Pluma, 1976.

TROTSKY, Leon. Revolução e contrarrevolução na Alemanha. São Paulo: Sundermann, 2011.