A EDUCAÇÃO PRIMÁRIA NOS PROJETOS EDUCACIONAIS DE RUI BARBOSA E NO MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVA (1881, 1932)

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Rovílio de Lima Nicácio
Rair de Lima Nicácio

Resumo

A inquietação por parte de pensadores educacionais brasileiros em prol de uma educação universalizante, não é tão recente e perdura até os dias atuais. Nas últimas décadas do século XIX, nos deparamos com Rui Barbosa (1848 – 1923) que explicita suas ideias liberais a respeito das mudanças na concepção de educação por meios dos Pareceres sobre a educação primária, secundária e superior (1881, 1882 e 1883), defendendo a priori a necessidade de o Estado tornar-se responsável total pela oferta da educação nas diferentes etapas, do jardim de infância ao ensino superior, além de garantir o acesso das camadas populares. No século XX, mais especificamente na terceira década, 1932, um grupo de intelectuais, com diferentes ideologias, se uniram para escrever um manifesto que seguia em contramão ao modelo educacional vigente, buscando assim romper com os velhos paradigmas. O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, assim concebido, traz em sua estrutura as principais discussões circundantes na educação pública e privada, além de demarcar os debates em torno da reconstrução educacional do país. Compreendido como um estudo de abordagem qualitativa, objetivou-se apresentar uma breve discussão a respeito da educação primária no Brasil tendo por base os Pareceres de Rui Barbosa de 1981 e o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova de 1932, identificando alguns pontos convergentes e caracterizando a importância de ambos para a história de nossa educação. Utilizou-se como procedimento metodológico a pesquisa bibliográfica com a consulta em livros, artigos, dissertações e teses e, a pesquisa documental em fontes retrospectivas – os Pareceres de Rui Barbosa (1881) e o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova (1932). Com o estudo, os resultados demonstram os pontos em que os documentos se aproximam e se distanciam da matriz liberal. Contudo, os documentos são detentores de significância incalculável, seja na afirmação de valores e de objetivos a serem alcançados ou como orientações para o modelo de educação atual, além de terem colaborado com processo de construção histórica da educação brasileira.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
NICÁCIO, R. de L. .; NICÁCIO, R. de L. . A EDUCAÇÃO PRIMÁRIA NOS PROJETOS EDUCACIONAIS DE RUI BARBOSA E NO MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVA (1881, 1932). Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 10, n. 29, p. 10–25, 2022. DOI: 10.5281/zenodo.6383471. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/596. Acesso em: 7 jul. 2022.
Seção
Artigos

Referências

AZEVEDO, F. A reconstrução educacional no Brasil ao povo e ao governo: Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1932.

BARBOSA, R. “Reforma do ensino primário e várias instituições complementares da instrução pública”. In: BARBOSA, R. Obras Completas de Rui Barbosa. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Saúde, 1947a.

BARBOSA, R. “Reforma do ensino primário e várias instituições complementares da instrução pública”. In: BARBOSA, R. Obras Completas de Rui Barbosa. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Saúde, 1947b.

DANTAS, R. “Discursos e trabalhos parlamentares”. In: BARBOSA, R. Obras Completas de Rui Barbosa. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Saúde, 1946.

GHIRALDELLI JÚNIOR, P. História da Educação Brasileira. São Paulo: Editora Cortez, 2008.

GONÇALVES, J. F. Rui Barbosa: Pondo as idéias no lugar. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2000.

LEMME, P. “A escola nova e suas repercussões na realidade educacional brasileira”. Revista Brasileira Estudos Pedagógicos, vol. 65, n. 150, 1984.

LOURENÇO FILHO, M. B. A pedagogia de Rui Barbosa. São Paulo: Companhia de Melhoramentos, 1956.

MACHADO, M. C. G. Rui Barbosa: Pensamento e ação. Campinas: Autores Associados, 2002.

MACHADO, M. C. G.; CARVALHO, C. H. “O legado do Manifesto de 32 à educação brasileira: os desafios persistem”. Revista Educação em Questão, vol. 51, n. 37, 2015.

MELO, E. T. “Apresentação”. In: BARBOSA, R. “Reforma do ensino primário e várias instituições complementares da instrução pública”. Obras Completas de Rui Barbosa. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Saúde, 1947.

SOUZA, R. F. Templos de civilização: a implantação da escola graduada no Estado de São Paulo (1890–1910). São Paulo: UNESP, 1998.

TEIXEIRA, A. A educação não é privilégio. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1999.

VALDEMARIN, V. T. O liberalismo demiurgo: Estudo sobre a reforma educacional projetada nos pareceres de Rui Barbosa. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2000.