COVID-19 E ÁGUAS CONTAMINADAS NO MUNICÍPIO DO RIO GRANDE (RS)

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Meister Coelho San Martin
Maristel Coelho San Martin

Resumo

Estudos recentes demonstraram que o SARS-CoV-2 está presente nos esgotos das cidades, as quais muitas apresentam problemas tanto na coleta como no tratamento do esgoto cloacal, sendo despejado em grande parte diretamente nos recursos hídricos. O município do Rio Grande/RS é um exemplo, pois além de apresentar esses problemas, possui uma topografia plana com baixa capacidade de drenagem e muitas ocorrências de alagamentos e enchentes nas margens hídricas. Dessa forma, este estudo visou analisar as condições atuais de saneamento básico nesse município e identificar as principais áreas de concentração de despejo de águas contaminadas e possivelmente infectadas pela Covid-19, relacionando com o número de casos de infectados dessa doença nessas áreas. A metodologia pautou-se em revisão bibliográfica e levantamento de dados da Prefeitura Municipal, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Companhia Riograndense de Saneamento (CORSAN). Os resultados apontam a necessidade de mais instalação de redes de drenagem e esgoto devido à insuficiência dos mesmos, além da implantação de políticas públicas, referente à instalação de infraestruturas e gestão nas margens dos recursos hídricos, e ainda mais estudos e coletas de águas dos pontos de despejo de esgoto e outros efluentes para verificar a presença do SARS-CoV-2 e se realmente há possibilidades de contaminação por meio da água.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SAN MARTIN, M. C. .; SAN MARTIN, M. C. . COVID-19 E ÁGUAS CONTAMINADAS NO MUNICÍPIO DO RIO GRANDE (RS). Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 8, n. 23, p. 84–96, 2021. DOI: 10.5281/zenodo.5616232. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/483. Acesso em: 9 dez. 2021.
Seção
Artigos

Referências

AHMED, W. et al. “First confirmed detection of SARS-CoV-2 in untreated wastewater in Australia: A proof of concept for the wastewater surveillance of COVID-19 in the community”. Science of the Total Environment, vol. 728, 2020.

ANDERSEN, K. G. et al. “The proximalorigin of SARS-CoV-2”. Nature Medicine, vol. 26, 2020.

CUNHA, D. G. F.; CALIJURI, M. C. “Análise probabilística de ocorrência de incompatibilidade da qualidade da água com o enquadramento legal de sistemas aquáticos – estudo de caso do rio Pariquera-Açu (SP)”. Revista de Engenharia Sanitária e Ambiental, vol. 4, n. 15, 2010.

DU, Y. et al. “Formation and control of disinfection byproducts and toxicity during reclaimed water chlorination: A review”. Journal of Environmental Sciences, vol. 58, 2017.

EMPINOTTI, V. L.; BUDDS, J.; AVERSA, M. “Governance and water security: The role of the water institutional framework in the 2013–15 water crisis in São Paulo, Brazil”. Geoforum, vol. 98, 2019.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Editora Atlas, 2008.

GUERRERO-LATORRE L. et al. “SARS-CoV-2 in river water: Implications in low sanitation countries”. Science of the Total Environment, vol. 743, November, 2020.

HOLMES, P. R. “Measuring success in water pollution control”. Water Research, vol. 12, n. 34. 1996.

HOSLETT, J. et al. “Surface water filtration using granular media and membranes: A review”. Science of the Total Environment, vol. 639, 2018.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. “Cidades. Rio Grande/RS”. Portal Eletrônico do IBGE [2021]. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br>. Acesso em: 23/09/2021.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. “Sinopse por setor censitário do Censo 2010”. Portal Eletrônico do IBGE [2010]. Disponível em: <https://censo2010.ibge.gov.br>. Acesso em: 23/08/2021

LA ROSA, G. et al. “Primeira detecção de SARS-CoV-2 em águas residuais não tratadas na Itália”. Science of the Total Environment, vol. 736, 2020.

LING Y. et al. “Persistence and clearance of viral RNA in 2019 novel coronavirus disease rehabilitation patients”. Chinese Medical Journal, vol. 133, n. 9, 2020.

MARANHÃO, R. A.; SENHORAS, E. M. “Pacote econômico governamental e o papel do BNDES na guerra contra o novo coronavírus”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 2, n. 4, 2020.

MEDEMA, G. et al. “Presence of SARS-Coronavirus-2 RNA in Sewage and Correlation with Reported COVID-19 Prevalence in the Early Stage of Epidemic in the Netherlandas”. Environmental Science & Technology Letters, vol. 7, n. 7, 2020.

MONTEIRO, I. O. et al. “Hidrodinâmica do Saco da Mangueira: mecanismos que controlam as trocas com o estuário da Laguna dos Patos”. Revista Atlântica, vol. 27, n. 2, 2005.

NADDEO V.; LIU H. “Editorial Perspectives: 2019 novel coronavirus (SARS-CoV-2): what is its fate in urban water cycle and how can the water research community respond?” Environmental Science: Water Research & Technology, n. 6, 2020.

OLIVEIRA, C. M. “Sustainable access to safe drinking water: fundamental human right in the international and national scene”. Ambiente e Água – An Interdisciplinary Journal of Applied Science, vol. 12, n. 6, 2017.

RANDAZZO, W. et al. “Metropolitan Wastewater Analysis for COVID-19 Epidemiological Surveillance”. International Journal of Hygiene and Environmental Health, vol. 230, 2020.

RIO GRANDE. Prefeitura Municipal Quantidade de bairros atingidos por inundações e problemas relacionados. Rio Grande: Prefeitura Municipal, 2018.

RIO GRANDE. Secretaria Municipal da Saúde. Boletim Epidemiológico, setembro, 2021. Disponível em: <https://www.riogrande.rs.gov.br>. Acesso em: 26/09/2021.

ROCHA, C. H. B.; FREITAS, F. A.; SILVA, T. M. “Alterações em variáveis limnológicas de manancial de Juiz de Fora devido ao uso da terra”. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, vol. 4, n. 18, 2014.

SENHORAS, E. M. “O campo de poder das vacinas na pandemia da Covid-19”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 6, n. 18, 2021.

VAN DER HOEK, L. et al. “Identification of a new human coronavirus”. Nature Medicine, vol. 10, 2004.

WANG, X. W. et al. “Concentration and detection of SARS coronavirus in sewage from Xiao Tang Shan Hospital and the 309th Hospital of the Chinese People's Liberation Army”. Water Science and Technology, vol. 52, n. 8, 2005.

XIAO, F. et al. “Evidence for Gastrointestinal Infection of SARS-CoV-2”. Gastroenterology, vol. 158, n. 6, 2020.

XING, Y. H. et al. “Prolonged viral shedding in feces of pediatric patients with coronavirus disease 2019”. Journal of Microbiology, Immunology and Infection, vol. 53, n. 3, 2020.