OTIMIZAÇÃO DO ATENDIMENTO A EMERGÊNCIAS NO SETOR ELÉTRICO

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Bianca Jupiara Fortes Schardong
Vinícius Jacques Garcia
Gabriela Sanson Kiefer
Nelson Guilherme Machado Pinto

Resumo

O setor de energia elétrica enfrenta desafios crescentes, levando as concessionárias a adotarem estratégias diversas para melhorar a eficiência dos serviços e atender aos requisitos regulatórios. Nesse contexto, destaca-se o setor de atendimento a ordens de serviço, especialmente as emergenciais, devido ao seu alto custo e à criticidade associada à natureza e às consequências desses serviços. Este estudo visa analisar os fatores críticos que influenciam a eficiência na execução desses serviços, utilizando técnicas de modelagem matemática, especificamente o Problema de Roteamento de Veículos (PRV). O objetivo foi elaborar uma representação que reproduzisse as características essenciais do processo de despacho, trabalhando com critérios de decisão no momento em que surgem chamadas de caráter emergencial para atendimento das equipes das concessionárias quando já existe uma rota pré-estabelecida com ordens comerciais programadas. O foco central do estudo reside na análise de dois critérios de decisão: o Tempo de Espera Emergencial () e o Tempo de Espera Comercial (). A metodologia adotada envolve a aplicação da Análise Hierárquica de Processos (AHP) como uma abordagem multicritério para classificar as alternativas A modelagem desenvolvida, juntamente com a classificação das soluções alternativas, destaca a importância de considerar o tempo de espera nas decisões de atendimento, por meio de estudos de caso em um cenário de emergência com dados reais de uma concessionária de energia elétrica. A partir dos resultados apresentados, foi possível vislumbrar um contexto de tomada de decisão que contemple um compromisso entre o impacto causado no atraso das ordens comerciais com a premência de atendimento dos serviços emergenciais, ambos mensurados com os custos de tempo de espera de cada tipo de atendimento. Os cálculos mostram que nem sempre priorizar a ordem emergencial será a escolha ideal, pois há situações em que a ponderação revela que o custo de adiar o atendimento da ordem comercial é maior do que o de atrasar a ordem emergencial. Assim, os resultados práticos indicam a eficácia da combinação da metodologia AHP com o PRV no setor de distribuição de energia elétrica. Desse modo, concluiu-se que a abordagem é bastante promissora para contextos práticos, permitindo possibilidades de análises ao decisor de modo a ponderar as suas escolhas subjetivas definidas a priori.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SCHARDONG, B. J. F.; GARCIA, V. J.; KIEFER, G. S. . .; GUILHERME MACHADO PINTO, N. . OTIMIZAÇÃO DO ATENDIMENTO A EMERGÊNCIAS NO SETOR ELÉTRICO. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 18, n. 52, p. 82–115, 2024. DOI: 10.5281/zenodo.11003159. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/3928. Acesso em: 19 maio. 2024.
Seção
Artigos

Referências

AHLQVIST, V. et al. “A survey comparing centralized and decentralized electricity markets.” Energy Strategy Reviews, vol. 40, n. 100812, 2022.

ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica. - Qualidade da Energia Elétrica. Brasília: ANEEL, 2019. Disponível em: . Acesso em: 23/01/2024.

ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica. Aplicações: tempos médios de atendimento. Brasília: ANEEL, 2015. Disponível em: . Acesso em: 23/01/2024.

ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica. Limites dos indicadores DIC, FIC, DMIC e DICRI. Brasília: ANEEL, 2020. Disponível em: . Acesso em: 23/01/2024.

ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica. Procedimentos da Distribuição. Brasília: ANEEL, 2008. Disponível em: . Acesso em: 23/01/2024.

ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica. Resolução Normativa n. 414, 09 de setembro de 2010. Brasília: ANEEL, 2010. Disponível em: . Acesso em: 23/01/2024.

ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica. Tempo de Atendimento às Ocorrências Emergenciais. Brasília: ANEEL, 2019. Disponível em: . Acesso em: 23/01/2024.

ANTUNES, C.; ALVES, M. “Programação linear multiobjetivo-métodos interativos e software”. Anais do XVI Congresso Latino-Iberoamericano de Investigación Operativa. Rio de Janeiro: SOBRAPO, 2012.

AUBERT, H. et al. “Can online interfaces enhance learning for public decision-making? Eliciting citizens’ preferences for multicriteria decision analysis”. European Journal of Operational Research, vol. 314, n. 2, 2024.

AUDET, C. et al. “Performance indicators in multiobjective optimization”. European Journal of Operational Research, vol. 292, n. 2, 2021.

AUGUSTYN, A. et al. “A review of methods applied for wind power generation forecasting”. Polityka Energetyczna Energy Policy, vol. 21, n. 2, 2018.

BAHRAMI, M. et al. “Multi-step island formation and repair dispatch reinforced by mutual assistance after natural disasters.” International Journal of Electrical Power and Energy Systems, vol. 126, 2021.

BRASIL. Lei n. 8.987, de 13 de fevereiro de 1995. Brasília: Planalto, 1995. Disponível em: . Acesso em: 23/01/2024.

CPFL - Companhia Paulista de Força e Luz. Mercado de energia elétrica: tudo o que você precisa saber. São Paulo: CPFL, 2022. Disponível em: . Acesso em: 12/12/2023.

DI PIETRO, M. S. Z. Direito Administrativo. São Paulo: Editora Atlas, 2022.

DURBACH, I. et al. “The analytic hierarchy process with stochastic judgements”. European Journal of Operational Research, vol. 238, n.2, 2014.

EKSIOGLU, B. et al. “The vehicle routing problem: a taxonomia review”. Computers e Industrial Engineering, vol. 57, n. 4, 2009.

FENG, Z. et al. “‘Understanding university students’ perceptions of classroom environment: A synergistic approach integrating grounded theory (GT) and analytic hierarchy process (AHP)”, Journal of Building Engineering, vol. 83, n. 108446, 2024.

FERNSTROM, F.; STEINER, T. A. “A constant approximation algorithm for the uniform a priori capacitated vehicle routing problem with unit demands.” Information Processing Letters, vol. 159, n.105960, 2020.

FISHER, M. L.; JAIKUMAR, R. “A generalized assignment heuristic for vehicle routing”. Networks, vol. 11, n. 2, 1981.

FORTES, B. J. Análise e modelagem do atendimento de ordens de serviço emergenciais em concessionárias de energia elétrica (Dissertação de Mestrado em Engenharia de Produção). Santa Maria: UFSM, 2015.

GARCIA, V. J. et al. “A computational intelligence approach to improve the efficiency of repair services in the smart grid context”. Computers and Electrical Engineering, vol. 70, n. 1, 2018.

GARCIA, V. J. et al. “Multi-Criteria Approach For Emergency Service Orders In Electric Utilities”. Anais do XXVIII European Conference on Modelling and Simulation -Electric Utilities. Brescia: UNIBS, 2014.

KOVAL, V. et al. “Fundamental Shifts in the EU’s Electric Power Sector Development: LMDI Decomposition Analysis”. Energies, vol. 16, n. 14, 2023.

KRAMER, R. H. F. R. et al. “Problema de roteamento de veículos assimétrico com frota heterogênea limitada: um estudo de caso em uma indústria de bebidas”. Gestão e Produção, vol. 23, n. 1, 2016.

LACHTERMACHER, G. Pesquisa Operacional na Tomada de Decisões. Barueri: Editora LTC, 2016.

LAGO, J. et al. “Forecasting day-ahead electricity prices: A review of state-of-the-art algorithms, best practices and an open-access benchmark”. Applied Energy, vol. 293, n. 116983, 2021.

LEI, S. et al. “Resilient Disaster Recovery Logistics of Distribution Systems: Co-Optimize Service Restoration with Repair Crew and Mobile Power Source Dispatch”. IEEE Transactions on Smart Grid, vol. 10, n. 6, 2019.

LOOTSMA, F. A. “The French and American School in Multi-Critéria Decision Analysis”. Operations Research, vol. 24, n. 3, 1990.

MARCONI, M.; LAKATOS, E. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Editora Atlas, 2010

ÑAHUIS, F. V. C. Automação do despacho dinâmico de viaturas para o atendimento das ordens de serviços nas redes de distribuição de energia elétrica (Dissertação de Mestrado em Engenharia). Ilha Solteira: UNESP, 2013.

NEOFYTOU, H. et al. “Sustainable energy transition readiness: A multicriteria assessment index.” Renewable and Sustainable Energy Reviews, vol. 131, n. 109988, 2020.

ORTIZ-BARRIOS, M. et al. “A multiple criteria decision-making approach for increasing the preparedness level of sales departments against COVID-19 and future pandemics: A ambreal-world case”. International Journal of Disaster Risk Reduction, vol. 62, n. 102411, 2021.

PARETO, V. Cours d'Economie Politique. Lausanne: Editora Rouge, 1896.

RADUAN, A. C. Roteirização parcialmente dinâmica aplicada a serviços de campo (Dissertação de Mestrado em Engenharia de Sistemas Logísticos). São Paulo: USP, 2009.

RAGHAV, P. L. et al. “Analytic Hierarchy Process (AHP) – Swarm intelligence based flexible demand response management of grid-connected microgrid”. Applied Energy, vol. 306, 2022.

REIS, T. N. F. et al. “Uma Proposta de Classificação para Rotular a Eficiência Energética na Computação em Nuvem Verde”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 17, n. 49, 2024.

ROLDÁN-BLAY, C. et al. “Optimal Generation Scheduling with Dynamic Profiles for the Sustainable Development of Electricity Grids”. Sustainability, vol. 11, n. 24, 2019.

SAATY, T. L. Decision Making for Leaders. Pittsburg: RWS Publications, 1991.

SAATY, T. L. The Analytic Hierarchy Process. New York: McGraw-Hill, 1980.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, P. B. Metodologia de pesquisa. São Paulo: Editora McGraw-Hill, 2006.

SCHARDONG, B. F. et al. “O problema de roteamento de veículos: um estudo de caso para o atendimento de serviços em concessionárias de distribuição de energia elétrica”. Revista Gestão e Tecnologia, vol. 22, n. 2, 2022.

SCHARDONG, B. F.; GARCIA, V. J. Análise e modelagem do atendimento de ordens de serviço emergenciais em concessionárias de energia elétrica. São Paulo: Editora Dialética, 2023.

SCHMITZ, M. et al. “Análise Multicritério no Atendimento de Ordens Emergenciais em Redes de Distribuição de Energia Elétrica”. Anais do X Congresso Brasileiro de Planejamento Energético. Gramado: CBPE, 2016.

SCHMITZ, M. et al. “Price-Based Dynamic Optimal Power Flow With Emergency Repair.” IEEE Transactions on Smart Grid, vol. 12, n. 1, 2021.

SCIP - Solving Constraint Integer Programs. “About SCIP”. SCIP [2023]. Disponível em: . Acesso em: 10/01/2024.

SEVILLA, J. C. “Do Neoliberalismo na América Latina ao Kirchnerismo: Novos Ventos Continentais?”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 13, n. 39, 2023.

SILVA, B. P. et al. “Recuperação de Energia como Alternativa Sustentável”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 14, n. 41, 2023.

TICONA, W. G. C. Aplicação de algoritmos genéticos multi-objetivo para alinhamento de sequências biológicas (Dissertação de Mestrado em Ciência da Computação e Matemática Computacional). São Carlos: USP, 2003.

VENANZI, O. S. D. Introdução à engenharia de produção: conceitos e casos práticos. Rio de Janeiro: Editora LTC, 2016.

VIDAL, T. et al. “Heuristics for Multi-attribute vehicle routing problems: a survey and synthesis”. European Journal of Operational Research, vol. 231, n. 1, 2013.

VOLPI, N. M. P. et al. “Logística de atendimento aos usuários de energia elétrica via simulação”. Anais do XVIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção. Rio de Janeiro: ENEGEP, 2008.

WEINTRAUB, A. et al. “An emergency vehicle dispatching system for an electric utility in Chile”. Journal of the Operational Research Society, vol. 50, n. 7, 1999.

XU, P. et al. “Energy Saving-Oriented Multi-Depot Vehicle Routing Problem with Time Windows in Disaster Relief.” Energies, vol. 16, n. 4, 2023.

YANG, Z. et al. “Seismic-Resilient Electric Power Distribution Systems: Harnessing the Mobility of Power Sources”. IEEE Transactions On Industry Applications, vol. 56, n. 3, 2020.

ZHU, H. et al. “Robust post-disaster repair crew dispatch for distribution systems considering the uncertainty of switches”. International Journal of Electrical Power and Energy Systems, vol.155, 2024.

ZIMPL - Zuse Institut Mathematical Programming Language. “About ZIMPL”. ZIMPL [2023]. Disponível em: . Acesso em: 05/01/2024.