POTENCIAL DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR NO BRASIL: UM MAPEAMENTO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA (2005 - 2020)

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Cleide Mara Barbosa Cruz

Resumo

O debate sobre inovação é relevante, principalmente quando se trata de compreender o potencial do empreendedorismo como um fenômeno que alavanca o desenvolvimento econômico. No entanto, existem alguns fatores que explicam o baixo potencial inovador dos empreendimentos novos no Brasil. Este estudo tem como objetivo mapear a produção científica relacionada ao empreendedorismo inovador no Brasil. A metodologia deste estudo é caracterizada como um estudo exploratório de natureza quantitativa, em que foi realizado um mapeamento das produções científicas relacionadas ao empreendedorismo inovador no Brasil, a base de dados selecionada foi a Scopus, e utilizando as palavras-chave “innovative entrepreneurship in Brazil”, foram aplicados filtros onde encontrou-se um quantitativo de 29 artigos científicos sobre o tema. Os resultados destacam que o ano com maior número de publicações foi 2016, sendo 6 artigos, porém alguns anos não houve nenhum artigo sobre o tema, e o país com o maior número de produções científicas foi o Brasil. As instituições que mais publicaram na base Scopus foram a Universidade de São Paulo e Universidade Federal de Santa Catarina, e a área do conhecimento que se destacou foi Negócios, Gestão e Contabilidade. Quanto aos periódicos a revista Espacios apresenta maior quantitativo de produções científicas e o principal patrocinador destas produções científicas foi a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
CRUZ, C. M. B. POTENCIAL DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR NO BRASIL: UM MAPEAMENTO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA (2005 - 2020). Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 6, n. 18, p. 62–75, 2021. DOI: 10.5281/zenodo.4949939. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/367. Acesso em: 9 dez. 2021.
Seção
Artigos

Referências

BARROS, A. A.; PEREIRA, C. M. M. A. “Empreendedorismo e crescimento econômico: uma análise empírica”. Revista de Administração Contemporânea, vol. 12, n. 4, 2008.

BORBA, M. L.; HOELTGBAUM, M.; SILVEIRA, AMÉLIA. “A produção científica em empreendedorismo: análise do Academy of Management Meeting: 1954-2005”. Revista de Administração Mackenzie, vol. 12, n. 2, 2011.

CUNHA, S. K.; BULGACOV, Y. L.; MEZA, M. L. F.; BALBINOT, Z. “O sistema nacional de inovação e a ação empreendedora no Brasil”. Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, vol. 6, n. 2, 2009.

FIATES, J. E. A. Influência dos ecossistemas de empreendedorismo inovador na indústria de Venture Capital: Estratégias de apoio às Empresas Inovadoras (Tese de Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento. Florianópolis: UFSC, 2014.

FILARDI, F.; DELARISSA, B. F. FISCHMAN, A. A. “Do Homo empreendedor contemporâneo: Evolução das características empreendedoras de 1848 a 2014”. Revista Ibero Americana de Estratégia, vol. 13, n. 3, 2014.

GUIMARÃES, C. L.; SENHORAS, E. M.; TAKEUCHI, K. P. “Introdução ao estudo do empreendedorismo e à sua correlação com as pequenas e médias empresas”. Anais do I Congresso Nacional de Empreendedorismo. Florianópolis: CONEMPRE, 2003.

MACULAN, A. M. “Analisando o empreendedorismo”. Anais do IV Encontro de Estudos sobre Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas. Curitiba: EGEPE, 2005.

MARTINS, C.; FIATES, G. G. S.; DUTRA, A.; MARQUES, J. S. “A contribuição das incubadoras de base tecnológica no desenvolvimento do empreendedorismo inovador: uma análise comparativa”. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, vol. 12, n. 1, 2018.

MARTINS, C.; STEINBACH, A.; VENÂNCIO, D.; SILVA, M. Z. “Rede de cooperação em produção científica do webqualis sobre empreendedorismo inovador a partir de incubadoras de base tecnológica”. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, vol. 6, n. 2, 2012.

MELLO, C. M.; NEVES, H. L.; VALENZUELA, J. B.; MATIELLO, K.; MACHADO, H. V. “Do Que Estamos Falando Quando Falamos Empreendedorismo no Brasil?”. Revista de Administração da UNIMEP, vol. 8, n. 3, 2010.

NASSIF, V. M. J.; SILVA, N. B.; ONO, A. T.; BONTEMPO, P. C.; TICO, T. “Empreendedorismo: Área em evolução? Uma revisão dos estudos e artigos publicados entre 2000 e 2008”. Revista de Administração e Inovação, vol. 7, n. 1, 2010.

NUNES, T. P. Empreendedorismo Inovador: um estudo sobre a contribuição dos ambientes de inovação em Instituições de Ensino Superior em São Luís do Maranhão (Trabalho de Conclusão de Curso em Administração de Empresas). São Luís: UFMA, 2018.

PEDROSO, J. P. P.; MASSUKADO-NAKATANI, M. S.; MUSSI, F. B. “A relação entre o jeitinho brasileiro e o perfil empreendedor: Possíveis interfaces no contexto da atividade empreendedora no Brasil”. Revista de Administração Mackenzie, vol. 10, n. 4, 2009.

RIBEIRO, R. L.; OLIVEIRA, E. A. A. Q.; ARAUJO, E. A. S. “A contribuição das instituições de ensino superior para a educação empreendedora”. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, vol. 10, n. 3, 2014.

ROCHA, B. F.; COSTA, K. E.; TODESCAT, M. “Diagnóstico de níveis de maturidade em gestão do conhecimento: centro de empreendedorismo inovador da Fundação CERTI”. Revista de Gestão e Tecnologia, vol. 3, n. 2, 2013.

SANTOS, R. S.; MARINHO, F. S.; MAC-ALLISTER. M. “Capital de risco e financiamento ao empreendedorismo inovador”. Revista Desenbahia, n.10, 2009.

SILVEIRA, A.; ROPELATO, M.; VIEIRA, S. S.; NASCIMENTO, S. “Empreendedorismo: produção científica na base Scielo 2004-2008”. Revista de Administração Faces, vol. 9, n. 3, 2010.