GERINDO CONHECIMENTO EM EQUIPES VIRTUAIS EM INSTITUIÇÕES EDUCACIONAIS PÚBLICAS

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Elaine Cristina de Oliveira
Edilane dos Reis Carraro
Marcelo Gonçalves do Amaral

Resumo

O conhecimento é o principal recurso estratégico para a organização, influenciando em atividades e comportamentos relacionados com a integração e a inovação. Nesse contexto, a gestão do conhecimento se transforma em um valioso recurso estratégico para as organizações, em particular para as públicas e mais ainda para as educacionais, que lidam com o conhecimento desde a sua gênese. Assim, este estudo objetiva estabelecer um conjunto de práticas de gestão para o compartilhamento do conhecimento e para o processo integrativo nas equipes virtuais de uma instituição pública federal de ensino. A pesquisa foi desenvolvida em abordagem qualitativa, de caráter descritivo e exploratório, mediante levantamento e uso de técnicas de pesquisa documental e de opinião. A coleta de dados foi realizada a partir de uma breve pesquisa bibliográfica sobre o tema; e de um levantamento realizado via instrumento de coleta, respondido pelos principais gestores de uma instituição selecionada. A interpretação do material coletado utilizou a técnica estatística descritiva e lógica paraconsistente. Como resultado é proposto um artefato técnico, no formato de um conjunto de procedimentos gerenciais, para a gestão do conhecimento em equipes virtuais. A abordagem do compartilhamento do conhecimento nas relações de trabalho diz respeito à atuação da equipe baseada em confiança, interação e boa comunicação entre os membros. A proposta é original e se desenrola a partir do estudo da intersecção entre as áreas de gestão de conhecimento e da gestão de pessoas como forma de estimular o compartilhamento do conhecimento e o processo integrativo nas equipes de uma instituição pública federal de ensino.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
OLIVEIRA, E. C. de; CARRARO, E. dos R. .; AMARAL, M. G. do . GERINDO CONHECIMENTO EM EQUIPES VIRTUAIS EM INSTITUIÇÕES EDUCACIONAIS PÚBLICAS. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 16, n. 46, p. 264–282, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.10010390. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/2357. Acesso em: 1 mar. 2024.
Seção
Artigos

Referências

AMORIM, P.; COSTA, S. “Um estudo sobre a aplicação do conhecimento da administração pública”. Brazilian Journal of Development, vol. 6, n. 8, 2020.

APTE, S.; LELE, A.; CHOUDHARI, A. “Covid-19 pandemic influence on organizational knowledge management systems and practices: Insights from an Indian engineering services organization”. Knowledge and Process Management, vol. 30, n. 3, 2022.

ARAÚJO, T.; LUA, I. “O trabalho mudou-se para casa: trabalho remoto no contexto da pandemia de COVID-19”. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, vol. 46, 2021.

BANDEIRA, G. et al. “Inovação em serviços e gestão do conhecimento: Uma revisão bibliométrica e caminhos futuros”. Revista de Administração Mackenzie, vol. 23, n. 6, 2022.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Editora Edições 70, 2011.

BATISTA, F. Modelo de gestão do conhecimento para a administração pública brasileira: como implementar a gestão do conhecimento para produzir resultados em benefício do cidadão. Brasília: IPEA, 2012.

BATISTA, F. O desafio da gestão do conhecimento nas áreas de administração e planejamento das instituições federais de ensino superior (IFES). Brasília: IPEA, 2006.

BERNAT, G. et al. “Sustainability in Project Management and Project Success with Virtual Teams: A Quantitative Analysis Considering Stakeholder Engagement and Knowledge Management”. Sustainability, vol. 15, no. 12, 2023.

BRASIL. Instrução Normativa n. 65, de 30 de julho de 2020. Brasília: Ministério da Economia, 2020. Disponível em: . Acesso em: 20/06/2022.

CARAMIDARU, I.; IONICA, A.; LEBA, M. “A learning-by-doing based framework for micro-knowledge management in project contexts”. Human Systems Management, vol. 39, n. 4, 2020.

CASTELLANO, S.; DAVIDSON, P.; KHELLADI, I. “Creativity techniques to enhance knowledge transfer within global virtual teams in the contexto of knowledge-intensive enterprises”. Journal of Technology Transfer, vol. 42, n. 2, 2017.

CHOUDHARY, S.; MISHRA, K. “Understanding knowledge hiding in the context of virtual workplaces”. Journal of Information and Knowledge Management Systems, vol. 53, n. 3, 2023.

DULEBOHN, J. H.; HOCH, J. E. “Virtual teams in organizations”. Human Resource Management Review, vol. 27, n. 4, 2017.

FRANK, A. G.; RIBEIRO, J. L. D. “Utilização da TI para transferência de conhecimentos entre equipes de desenvolvimento de produto: comparação entre equipes virtuais e co-localizadas”. Revista Produção Online, vol. 12, n. 4, 2012.

GAVIRIA-MARIN, M.; MERIGO, J.; BAIER-FUENTES, H. “Knowledge management: A global examination based on bibliometric analysis”. Technological Forecasting and Social Change, vol. 140, 2019.

GONZALEZ, R.; MARTINS, M. “O Processo de Gestão do Conhecimento: uma pesquisa teórico-conceitual”. Gestão e Produção, vol. 24, n. 2, 2017.

GUPTA, S.; PATHAK, G. “Virtual team experiences in an emerging economy: a qualitative study”. Journal of Organizational Change Management, vol. 31, n. 4, 2018.

IF SUDESTE MG - Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais. Resolução CONSU n. 1, de 27 de janeiro de 2021. Juiz de Fora: IF SUDESTE MG, 2021. Disponível em: . Acesso em: 12/10/2023.

IQBAL, A. et al. “From knowledge management to organizational performance: Modelling the mediating role of innovation and intellectual capital in higher education”. Journal of Enterprise Information Management, vol. 32, n. 1, 2019.

ISO - International Organization for Standardization. ISO 30.401: 2018 Knowledge management systems – requirements. Genebra: ISO, 2018. Disponível em: . Acesso em: 20/06/2023.

KAKABADSE, N. et al. “Reviewing the Knowledge management: towards a taxonomy”. Journal of Knowledge Management, vol. 7, n. 4, 2003.

KRZESZOWSKI, W. “Key Performance Indicators – Proper Selection and Design from the Human Resources Perspective”. In: SOLIMAN, K. (ed.). Education Excellence and Innovation Management: A 2025 Vision to Sustain Economic Development During Global Challenges. Seville: International Business Information Management Association, 2020.

LAIHONEN, H.; KORK, A; SINERVO, L. “Advancing public sector knowledge management: towards an understanding of knowledge formation in public administration”. Knowledge Management Research and Practice [2023]. Disponível em: . Acesso em: 12/10/2023.

MAURER, M.; BACH, N.; OERTEL, S. “Forced to go virtual. Working-from-home arrangements and their effect on team communication during COVID-19 lockdown”. German Journal of Human Resource Management: Zeitschrift Fur, vol. 36, n. 3, 2022.

MCIVER, D.; FITZSIMMONS, S.; LENGNICK-HALL, C. “Integrating knowledge in organizations: examining performance and integration difficulties”. Knowledge Management Research and Practice, vol. 17, n. 1, 2019.

MELL, J.; JANG, S.; CHAI, S. “Bridging Temporal Divides: Temporal Brokerage in Global Teams and Its Impact on Individual Performance”. Organization Science, vol. 32, n. 3, 2021.

NEVES, M.; CONEJERO, M. “Uma contribuição empírica para geração de métodos de planejamento e gestão”. Revista de Administração, vol. 47, n. 4, 2012.

SANCHES, C.; MEIRELES, M.; SORDI, J. “Análise Qualitativa Por Meio da Lógica Paraconsistente: Método de Interpretação e Síntese de Informação obtida Por Escalas Likert”. Anais do III Encontro de Ensino e Pesquisa em Administração e Contabilidade. João Pessoa: ANPAD, 2011.

SCHULZE, J.; KRUMM, S. “The “virtual team player”: A review and initial model of knowledge, skills, abilities, and their characteristics for virtual collaboration”. Organizational Psychology Review, vol. 7, n. 1, 2017.

STEIL, A. V. et al. “Estado da arte sobre recompensas em organizações no Brasil: uma análise bibliométrica da literatura nacional de 2000-2011”. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, vol. 14, n. 1, 2014.

VICENTE, A.; CUNHA, P. “Gestão do Conhecimento: Como Facilitar o Compartilhamento de Conhecimento em Equipes Remotas”. Boletim do Gerenciamento, vol. 24, n. 24, 2021.