ESTADO E SOCIEDADE NO APOCALIPSE ZUMBI

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Michel Goulart da Silva
Mariana Silveira dos Santos Rosa

Resumo

No ensaio artigo discute-se alguns aspectos referentes à série de televisão "The Walking Dead", em especial como as condições materiais encontradas pelas populações sobreviventes no contexto de um apocalipse zumbi impactam nas relações econômicas e sociais estabelecidas por diferentes grupos. Pretende-se discutir, ainda, utilizando referencial bibliográfico e análise dos episódios e da narrativa da série, como tais relações se expressam politicamente, em especial na organização de instituições ou mesmo de formas estatais rudimentares. Para tanto, parte-se da análise das condições econômicas dessa sociedade pós-apocalíptica, seja nas particularidades de cada grupo, seja na organização mais geral dessa sociedade.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SILVA, M. G. da .; ROSA, M. S. dos S. . ESTADO E SOCIEDADE NO APOCALIPSE ZUMBI. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 7, n. 21, p. 01–09, 2021. DOI: 10.5281/zenodo.5111855 . Disponível em: http://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/416. Acesso em: 25 out. 2021.
Seção
Ensaios

Referências

CANARY, Henrique. “Walking Dead e o marxismo”. Esquerda On Line [26/09/2016]. Disponível em: <https://esquerdaonline.com.br>. Acesso em: 17/07/2021.

ENGELS, Friedrich. Origem da família, da propriedade privada e do Estado. São Paulo: Editora Centauro, 2002.

NOVACK, George. O desenvolvimento desigual e combinado na história. São Paulo: Editora Sundermann, 2008.

SENHORAS, Elói Martins. “A pandemia do novo coronavírus no contexto da cultura pop zumbi”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 1, n. 3, 2020.

VUGMAN, Fernando. A invenção do monstro. Rio de Janeiro: Editora Luva, 2018.