CONCEPÇÃO E HUMANIZAÇÃO DO CURRÍCULO: A ABORDAGEM DOCENTE NA EDUCAÇÃO ESPECIAL

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Luicneia Teresinha Colecha Fabri
Khaled Omar Mohamad El Tassa

Resumo

Este artigo teve por objetivo refletir sobre a concepção de currículo, suas abordagens e direcionamentos acerca das intervenções educacionais com o público alvo da educação especial, dando ênfase para as adaptações curriculares e as práticas pedagógicas com base em um currículo humanizado, que vise um ensino afetivo e efetivo. Buscou-se enfocar o trabalho curricular dentro das escolas de educação básica na modalidade de educação especial, dando ênfase para os diversos eixos de atuação e aplicação do currículo humanizado. Este direcionamento humanístico visa compreender a aplicabilidade do currículo proporcionando ao público da educação especial, uma abordagem mais humana do currículo, para que os alunos (as) com deficiências tenham acessibilidade e centralidade dos direitos de aprendizagens.  É apresentado no estudo a importância de redimensionar o significado das interações sociais, dos valores e da existência do outro como membro integrante de um devir constante. Como metodologia, foi desenvolvido a partir da pesquisa bibliográfica, com ênfase na abordagem qualitativa, por meio da pesquisa em estudos e artigos científicos nas bases de dados Scielo e Google Acadêmico. Constatou-se a importância de oportunizar o acesso ao currículo humanizado, nas escolas de educação especializada, buscando a promoção de um ensino equitativo e de qualidade para todos os alunos e alunas, público alvo da educação especial, visando sua autonomia e inserção em diferentes contextos sociais que vão além da escola.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
COLECHA FABRI, L. T.; EL TASSA, K. O. M. CONCEPÇÃO E HUMANIZAÇÃO DO CURRÍCULO: A ABORDAGEM DOCENTE NA EDUCAÇÃO ESPECIAL: . Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 10, n. 29, p. 59–73, 2022. DOI: 10.5281/zenodo.6439667. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/606. Acesso em: 7 jul. 2022.
Seção
Artigos

Referências

BALL, S. Education reform: a critical and post-structural approach. Buckingham: Open University Press, 1997.

BEYER, H. O. “A educação inclusiva: incompletudes escolares e perspectivas de ação”. Revista Educação, n. 22, 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília: MEC, 2008.

CASSIMIRO, P. R. “Educação Inclusiva”. InfoEscola [2012]. Disponível em: <http://www.infoescola.com>. Acesso em 30/08/2021.

DUTRA, C. P. “Inclusão”. Revista de Educação Especial, vol. 4, n. 1, 2008.

EFFGEN, A. P. S. Educação especial e currículo escolar: possibilidades nas práticas pedagógicas cotidianas (Tese de Doutorado em Educação). Vitória: UFES, 2011.

FRIAS, E. M. A. “Inclusão escolar do aluno com necessidades educacionais especiais: contribuições ao professor do Ensino Regular”. Portal Eletrônico Dia a Dia Educação [2008]. Disponível em: <http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br>. Acesso em: 30/08/2021.

GALLIANO, A. G. O método científico: teoria e prática. São Paulo: Harbra, 1986.

GLAT, R.; FERNANDES, E. M. “Da Educação Segregada à Educação Inclusiva: Uma breve reflexão sobre os paradigmas educacionais no contexto da educação especial brasileira”. Revista Brasileira de Educação, n. 5, 2009.

HONEFF, C. COSTAS, F. A. T. “Formação para a educação especial na perspectiva inclusiva: o papel das experiências pedagógicas docentes nesse processo”. Reflexão e Ação, vol. 20, n. 1, 2012.

GALVÃO, E. S. “Concepções Sobre Currículo”. In: Referencial Curricular do Paraná. Curitiba: Secretaria de Educação do Estado do Paraná, 2019.

JESUS, A. R. “Currículo e Educação: Conceito e Questões no Contexto Educacional”. UFS, Campus de Lagarto [2015]. Disponível em: <https://lagarto.ufs.br>. Acesso em: 08/03/2022.

KORIK, V. F. “Adaptação Curricular”. Blog Caminhos da Inclusão [2012]. Disponível em: <http://caminhosdainclusao.blogspot.com>. Acesso em: 30/08/2021.

LOPES, E. Flexibilização Curricular: um caminho para o atendimento de aluno com deficiência, nas classes comuns da Educação Básica. Londrina: UEL, 2008.

MARQUES, J. D. “Um olhar sobre o currículo inclusivo para além dos aspectos burocráticos”. Revista Educação Pública, vol. 20, n. 21, 2020.

MERCADO, E. L, O.; FUMES, N. L. F. “Base Nacional Comum Curricular e a Educação Especial no contexto da inclusão escolar”. Anais do 10º Encontro Internacional de Formação de Professores. Aracajú: ANPED, 2017.

MOREIRA, A. F. B. “As reformas curriculares como instrumento de controle da escola, do professorado e do aluno”. Cadernos para o Professor, ano 8, n. 10, 2000.

MOREIRA, C. J. M. “Política pública de educação inclusiva: entre o ideal legal e o real existencial no cotidiano escolar”. Anais do 2º Congresso Ibero-Americano de Política e Administração da Educação. São Paulo: ANPAE, 2011.

PARANA. Diretrizes Curriculares da Educação Especial para a construção de Currículos inclusivos. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br>. Acesso em: 30/08/2021.

REGO, J. K.; BARRETO, R. Q.; BENÍCIO, D. R. F. “O currículo na escola inclusiva: uma perspectiva na educação especial”. Anais do II Congresso Internacional de Educação Inclusiva. Campina Grande: CINTED, 2016.

SÁ, E. D. “Adaptações Curriculares: diretrizes nacionais para a educação especial”. Banco de Escola [2011]. Disponível em: <http://www.bancodeescola.com>. Acesso em: 30/08/2021.

SANTOS, N. J. M. “O currículo escolar no contexto da educação inclusiva: campo de conflito entre o ´normal´ e o ´anormal´”. Debates em educação, vol. 3, n. 5, 2011.

SCHEIBE, L.; BOMBASSARO, T. “Sala ambiente currículo, cultura e conhecimento escolar”. Escola de Gestores [2012]. Disponível em: <http://coordenacaoescolagestores.mec.gov.br>. Acesso em: 08/03/2022.

SENHORAS, E. M. “Caracterização e Análise do Programa Agentes Locais de Inovação”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 7, n. 19, 2021.

SILVA, M. Educação especial e inclusão escolar. Curitiba: IBPEX, 2010.

SILVA, T. T. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

SILVA, V. C.; MOREIRA, L. C. “Currículo na escola inclusiva: o estigma da diferença”. Anais do XV Congresso Nacional de Educação – Educere. Curitiba: Educere, 2008.

SOARES, A. P. T. “Estudos de currículo e linguagem – referenciais para pesquisa sobre identidades sociais no ensino de História”. Revista Contemporânea de Educação, vol. 3, n. 5, 2008.

STRIEDER, R. ZIMMERMANN, R. L. G. “A inclusão escolar e os desafios da aprendizagem”. Caderno de pesquisa: Pensamento educacional, vol. 5, n. 10, 2010.

VENTURINI, A. “O direito de aprender e participar”. Anais do Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino. Campinas: UNICAMP, 2012.

VIEGAS, E. R. S.; SANTANA, C. F. P. A.; NODA, C. M. C. “Concepção de currículo como construção histórico-social: breves considerações”. Horizontes. Revista de Educação, vol. 9, n. 16, 2020.

VIEIRA, A. B. Currículo e Educação Especial: as ações da escola a partir dos diálogos cotidianos (Tese de Doutorado em Educação). Vitória, UFES, 2012.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)