SAÚDE MENTAL E ESTILOS DE ENSINO DE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE INSTITUIÇÕES PÚBLICAS E PRIVADAS

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Fabio Gotz de Lima
Luís Henrique Paloski

Resumo

A investigação da saúde mental dos docentes é crucial, considerando seu impacto direto na qualidade do ensino e no bem-estar dos próprios professores. O cuidado com a saúde mental dos educadores contribui para a prevenção do esgotamento profissional e para a retenção de talentos no campo da educação. O estudo, realizado com 306 professores do ensino superior, adotou uma abordagem quantitativa. Os dados foram coletados por meio de formulário online, abrangendo informações sociodemográficas, pontuações na Escala de Depressão, Ansiedade e Estresse (DASS-21) e respostas a um questionário sobre estilos de ensino. A análise dos dados envolveu estatísticas descritivas e o teste U de Mann-Whitney para comparações entre grupos de instituições públicas e privadas. A pesquisa teve como objetivo comparar os estilos de ensino, sintomas de ansiedade, depressão e estresse entre docentes de instituições de ensino superior públicas e privadas. Não foram verificadas diferenças estatisticamente significativas nos estilos de ensino entre as instituições pública e privada. Verificou-se que considerada parte dos docentes de instituições públicas, quanto a sintomatologia depressiva (26,68%), de ansiedade (17.34%) e de estresse (28.67%) possuíam sintomas leves, moderados, severos ou extremamente severos. Por sua vez, os docentes de instituições privadas apresentaram 32.73%, 20.01% e 20.99% de tais sintomas, respectivamente. Os resultados enfatizam a importância da saúde mental dos professores universitários, evidenciando uma alta prevalência de sintomas depressivos, de ansiedade e de estresse. A similaridade nos estilos de ensino entre instituições públicas e privadas destaca a necessidade de apoio psicológico e educacional abrangente para promover o bem-estar no ambiente acadêmico.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
LIMA, F. G. de .; PALOSKI, L. H. SAÚDE MENTAL E ESTILOS DE ENSINO DE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE INSTITUIÇÕES PÚBLICAS E PRIVADAS . Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 17, n. 51, p. 358–378, 2024. DOI: 10.5281/zenodo.10895714. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/3760. Acesso em: 12 abr. 2024.
Seção
Artigos

Referências

AVILÉS, A. E. B.; ALAVA, L. A. R.; URRA, R. G.; RIVADENEIRA, M. R. L. Reacciones psicosomáticas producidas por el estrés y la salud mental de los docentes universitarios. ReHuSo: Revista de Ciencias Humanísticas y Sociales, v. 5, n. 3, 2020.

BARRETO, R. D. M. M.; HISSA, D. L. A. Depressão e o impacto na prática docente em professores do ensino médio da rede estadual de ensino em Fortaleza (CE). Revista Educação em Debate, v. 42, n. 82, maio/ago. 2020.

BATISTA, G. D. P.; PORTILHO, E. M. L.; RUFINI, S. É. Evidence of Validity for the Portilho/Banas Teaching Style Questionnaire. Paidéia (Ribeirão Preto), v. 25, 2015.

CAMPOS, M. F.; VIEGAS, M. F. Saúde mental no trabalho docente: um estudo sobre autonomia, intensificação e sobrecarga. Cadernos de Pesquisa, v. 28, n. 2, 2021.

CAMPOS, T.; VÉRAS, R. M.; DE ARAÚJO, T. M. Trabalho docente em universidades públicas brasileiras e adoecimento mental: uma revisão bibliográfica. Revista Docência do Ensino Superior, v. 10, 2020.

COELHO, E. A.; DA SILVA, A. C. P.; DE PELLEGRINI, T. B.; PATIAS, N. D. Saúde mental docente e intervenções da Psicologia durante a pandemia. PSI UNISC, v. 5, n. 2, 2021.

COKER, A. O.; COKER, O. O.; SANNI, D. Psychometric properties of the 21-item depression anxiety stress scale (DASS-21). African Research Review, v. 12, n. 2, 2018.

COSTA, Rodney Querino; SILVA, Nelson Pedro. Níveis de ansiedade e depressão entre professores do Ensino Infantil e Fundamental. Pro-Posições, v. 30, 2019.

CRESWELL, J. David. Projeto de pesquisa-: Métodos qualitativo, quantitativo e misto. Penso Editora, 2021.

SILVA, Michel Goulart da. Notas sobre a saúde mental no capitalismo. Boletim de Conjuntura (BOCA), v. 13, n. 37, 2023.

CRESWELL, John W.; CRESWELL, J. David. Projeto de pesquisa-: Métodos qualitativo, quantitativo e misto. Penso Editora, 2021.

DE OLIVEIRA LIMA, Lucas Alves; JUNIOR, Paulo Lourenço Domingues; DE OLIVEIRA GOMES, Olga Venimar. Saúde mental e esgotamento profissional: um estudo qualitativo sobre os fatores associados à Síndrome de Burnout entre profissionais da saúde. Boletim de Conjuntura (BOCA), v. 16, n. 47, 2023.

DELE, João. Saúde mental na perspectiva da psicologia positiva um estudo exploratório no Instituto Superior de Ciências da Educação de Benguela-Angola. Boletim de Conjuntura (BOCA), v. 12, n. 36, 2022.

DOCKA‐FILIPEK, Danielle; STONE, Lindsey B. Twice a “housewife”: On academic precarity,“hysterical” women, faculty mental health, and service as gendered care work for the “university family” in pandemic times. Gender, Work & Organization, v. 28, n. 6, 2021.

FREIRE, P. Educação como Prática da Liberdade. Paz e Terra, 2015.

GÓMEZ, G. D. I.; HINOJOSA, S. P.; MILLÁN, S. D. Panorama de la formación y enseñanza de los entrenadores de rugby en Santiago de Cali. Lecturas: Educación Física y Deportes, v. 26, n. 280, 2021.

GRAY, C.; WILCOX, G.; NORDSTOKKE, D. Teacher mental health, school climate, inclusive education and student learning: A review. Canadian Psychology/psychologie canadienne, v. 58, n. 3, 2017.

KITA, Yosuke; YASUDA, Shoko; GHERGHEL, Claudia. Online education and the mental health of faculty during the COVID-19 pandemic in Japan. Scientific reports, v. 12, n. 1, 2022.

KUSH, Joseph M. et al. Teachers’ mental health during the COVID-19 pandemic. Educational Researcher, v. 51, n. 9, p. 2022.

LÓPEZ, Virginia Elizabeth Rodríguez et al. Estrés, ansiedad y desempeño laboral en docentes universitarios. South Florida Journal of Development, v. 4, n. 8, 2023.

LARREA, Pablo BURBANO; BASANTES-VÁSQUEZ, Mirian; RUIZ-LAPUERTA, Isabel. Estilos de enseñanza: un estudio descriptivo desde la práctica docente. Cátedra, v. 4, n. 1, 2021.

MACÍAS, J. I. U., VÁZQUEZ-GONZÁLEZ, G. C., & ABARCA CEDEÑO, M. S. Habilidades socioemocionales y salud mental de profesores de instituciones de educación superior: Revisión documental. Theorema, 2019.

MARTÍNEZ-CUEVAS, Guillermo. Pedagogía y salud mental: un encuentro necesario. Revista Digital Universitaria, v. 24, n. 6, 2023.

MOURA, J. S.; RIBEIRO, J. C. D. O. A.; DE CASTRO NETA, A. A.; NUNES, C. P. A precarização do trabalho docente e o adoecimento mental no contexto neoliberal. Revista Profissão Docente. Revista Profissão Docente, v. 19, n. 40, 2019.

OLIVEIRA, E. C.; DOS SANTOS, V. M. Adoecimento Mental em professores brasileiros. Simpósio Internacional de Educação e Comunicação-SIMEDUC, (10). 2179-4901, 2021.

OLIVEIRA, Erik Cunha De; SANTOS, Vera Maria dos. Adoecimento mental em professores brasileiros. Simpósio Internacional de Educação e Comunicação-SIMEDUC, n. 10, 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. (2019, outubro 3). Salud mental: un estado de bienestar. Organización Mundial de la Salud.

ORREGO, Vanessa. Salud mental docente tras dos años de pandemia por COVID-19. Revista de estudios y experiencias en educación, v. 22, n. 49, 2023.

PACE, Francesco et al. The relation between workload and personal well-being among university professors. Current Psychology, v. 40, 2021.

PEROCHENA GONZÁLEZ, P.; ARTEAGA MARTÍNEZ, B.; LABATUT PORTILHO, E. M.; MARTÍNEZ ÁLVAREZ, F. Adaptación y validación del cuestionario: estilos de enseñanza (Portilho/Banas) en el contexto educativo español. Tendencias pedagógicas, v. 30, 2017.

RAMOS, L. S.; MONTEIRO, R. C.; SPINOLA, M. L.; DE CERQUEIRA PRETTI, P.; MARVILA, R. P. M.; PANCIERI, C.; MANTIOLHE, T. D. S. O. O ambiente escolar incapaz de assegurar a saúde mental do professor: uma revisão literária. Revista Eletrônica Acervo Saúde, (49), 2020.

RODRÍGUEZ, Julio; ÁLVAREZ, Mercedes Reguant. Calcular la fiabilidad de un cuestionario o escala mediante el SPSS: el coeficiente alfa de Cronbach. REIRE Revista d'Innovació i Recerca en Educació, v. 13, n. 2, 2020.

RODRÍGUEZ, Reynier García et al. Resiliencia y prevención del síndrome de Burnout en docentes. Revista Científica Arbitrada Multidisciplinaria PENTACIENCIAS, v. 5, n. 5, 2023.

ROGERS, Anne; PILGRIM, David. A Sociology of Mental Health and Illness 6e. McGraw-Hill Education (UK), 2021.

SANTOS, Geórgia Maria Ricardo Félix dos; SILVA, Maria Elaine da; BELMONTE, Bernardo do Rego. COVID-19: emergency remote teaching and university professors’ mental health. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, v. 21, 2021.

SANTOS, N. C.; CORTEZ, E. A. Educação permanente como estratégia de promoção da saúde mental para docentes universitários. Research, Society and Development, v. 10, n. 8, 2021.

SHEN, Panhuo; SLATER, Paul F. The effect of occupational stress and coping strategies on mental health and emotional well-being among university academic staff during the COVID-19 outbreak. International Education Studies, v. 14, 2021.

SMITH, Jacqueline M. et al. Exploring mental health and well-being among university faculty members: A qualitative study. Journal of Psychosocial Nursing and Mental Health Services, v. 60, n. 11, 2022.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. Cortez editora, 2022.

TOSTES, M. V.; ALBUQUERQUE, G. S. C.; SILVA, M. J. S.; PETTERLE, R. R. Sofrimento mental de professores do ensino público. Saúde debate, Rio de Janeiro, v. 42, n. 116, 2018.

VICTOR, Sarah E. et al. Only human: Mental-health difficulties among clinical, counseling, and school psychology faculty and trainees. Perspectives on Psychological Science, v. 17, n. 6, 2022.

VIGNOLA, Rose Claudia Batistelli; TUCCI, Adriana Marcassa. Adaptation and validation of the depression, anxiety and stress scale (DASS) to Brazilian Portuguese. Journal of affective disorders, v. 155, 2014.

WAGNER, T. F.; HECK, C.; DALBOSCO, S. N. P.; DE OLIVEIRA, C. R.; WAGNER, M. F. Ansiedade social e comorbidades em professores do ensino superior. Revista Psicologia e Saúde, 2021.