GESTÃO POR COMPETÊNCIAS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Leônidas Luiz Rubiano de Assunção
Carlos Thomé

Resumo

O presente artigo apresenta uma Revisão Sistemática da Literatura (RSL) referente a Gestão por Competências na Administração Pública. O objetivo da pesquisa é examinar de forma abrangente os desafios e oportunidades associados à implementação da gestão por competências na administração pública. A RSL foi realizada utilizando a Metodologia Prisma para a escolha do protocolo; o Método de Revisão Integrativa de Literatura para a organização, classificação e análise dos trabalhos e o Methodi Ordinatio e a aplicação da equação InOrdinatio para a abordagem qualitativa em uma amostra de sete artigos para análise a partir dos nove passos adotados pelo Methodi Ordinatio. Os artigos analisados descreveram que a Gestão por Competências tem o potencial de melhorar a eficiência e qualidade dos serviços públicos, proporcionando benefícios para servidores e sociedade. No entanto, enfrenta desafios como barreiras hierárquicas e adaptação ao contexto público, exigindo compromisso estratégico e integração às metas institucionais. A análise do conteúdo auxiliou na constatação de que a Gestão por Competências, aplicada efetivamente, pode transformar a administração pública, tornando-a mais ágil e eficaz, mas requer abordagem cuidadosa e alinhamento com políticas existentes.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
ASSUNÇÃO, L. L. R. de .; THOMÉ, C. GESTÃO POR COMPETÊNCIAS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 16, n. 47, p. 54–72, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.10086921. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/2504. Acesso em: 26 fev. 2024.
Seção
Artigos

Referências

ALBINI, A.; PERES, A. M.; ALMEIDA, M. L. “Contributions of the Simplified Competency Management Model to a Municipal Healt Secretariat”. Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol. 29, 2021.

ALMEIDA NETO, H. S. C.; BARBOSA, M. F. N.; BARBOSA, E. M. “Contribuições da gestão por competências na administração pública: um estudo no instituto brasileiro de geografia e estatística da paraíba”. Revista Brasileira de Administração Científica, vol. 11, n. 3, 2020.

ANDRADE, C. R.; CKAGNAZAROFF, I. B. “Seleção e monitoramento de empreendedores públicos à luz da gestão por competências”. Revista de Administração Pública, vol. 52, n. 3, 2018.

BASTOS, F. C. C. et al. “Competence-based management: an analysis of competences on the perspective of IBAMA public servants”. Dialnet, vol. 9, n. 1, 2019.

CAMPOS, S. D. F. A gestão de pessoas na administração pública (Trabalho de Conclusão de Curso Superior Tecnológico em Gestão Pública). Ji-Paraná: IFRO, 2023.

COUTINHO, M. R. P. O impacto do teletrabalho na cultura organizacional da Llorente y Cuenca Portugal (Dissertação de Mestrado em Ciências da Comunicação) Porto: UCP, 2022.

DALMAU, M. B. L.; SILVA, C. S.; CANTO, J. P. “A implementação do modelo de Gestão por Competências nas universidades federais brasileiras: caminhos percorridos e desafios enfrentados”. Revista Internacional de Educação Superior, vol. 9, 2023.

DARLING, S. D.; CUNNINGHAM, J. B. “Underlying values and competencies of public and private sector managers”. Asian Education and Development Studies, vol. 5, n. 4, 2016.

DÖRING, M. “How-to bureaucracy: a concept of citizens administrative literacy”. Administration and Society, vol. 53, n. 8, 2021.

FREITAS, A. B. “Traços brasileiros para uma análise organizacional”. In: MOTTA, F. C. P.; CALDAS, M. P. (orgs.). Cultura organizacional e cultura brasileira. São Paulo: Editora Atlas, 1997.

GRANT, K.; GARAVAN, T.; MACKIE, R. “Coaction interrupted: logic contestations in the implementation of inter‐organisational collaboration around talent management in the public sector in Scotland”. European Management Review, vol. 17, n. 4, 2020.

GRZESIK, K.; PIWOWAR-SULEJ, K. “Project managers’ competencies and leadership styles from the perspective of organizations functioning in Poland”. Journal of Entrepreneurship Management and Innovation, vol. 14, n. 3, 2018.

HEYSE, V. et al. Kompetenzmanagement mit System. New York: Waxmann Verlag, 2019.

KOSINSKI, A. “Gestão por Competência: uma experiência em uma unidade administrativa de um Órgão da Justiça Estadual”. Anais do IX Encontro Brasileiro de Administração Pública. São Paulo: SBAP, 2022.

LAN, M.; HUNG, T. “The leadership competency in vietnam Public Administration”. Organizations and Markets in Emerging Economies, vol. 9, n. 1, 2018.

MAHMOOD, R. et al. “The mediating effects of employee competency on the relationship between training functions and employee performance”. International Journal of Academic Research in Business and Social Sciences, vol. 8, n. 7, 2018.

MONTEZANO, L. et al. “Panorama da Produção Científica da Gestão por Competências na Administração Pública Brasileira (2008 a 2018)”. Revista Contabilidade, Gestão e Governança, vol. 22, n. 2, 2019.

MOTTA, F C. P. “Cultura e organizações no Brasil”. In: MOTTA, F C. P.; CALDAS, M. P. (orgs.). Cultura organizacional e cultura brasileira. São Paulo: Editora Atlas, 1997.

OITICICA, T. P. P. M.; BARBOSA, M. A. C. “Trajetória da gestão por competências na administração pública: um enfoque no contexto da reforma administrativa do estado brasileiro”. Revista Brasileira de Administração Científica, vol. 12, n. 2, 2021.

OLIVEIRA, J. A. S. “A implementação da Gestão por Competências no âmbito da administração pública estadual: A experiência do Governo Mineiro com o Programa Transforma Minas”. Anais do IX Encontro Brasileiro de Administração Pública. São Paulo: USP, 2022.

PAGANI, R. N.; KOVALESKI, J. L.; RESENDE, L. M. M. “Avanços na composição da Methodi Ordinatio para revisão sistemática de literatura”. Ciência Da Informação, vol. 46, n. 2, 2017.

PAGANI, R. N.; KOVALESKI, J. L.; RESENDE, L. M. M. “Methodi Ordinatio: a proposed methodology to select and rank relevant scientific papers encompassing the impact factor, number of citation, and year of publication”. Springer, vol. 105, 2015.

PEIXOTO, A. A. A ética na gestão por competências: estudo de caso em uma instituição federal de ensino brasileira (Dissertação de Mestrado em Teologia). São Leopoldo: EST, 2022.

PODMETINA, D. et al. “Developing a competency model for open innovation”. Management Decision, vol. 56, n. 6, 2018.

RAMÍREZ, K. A.; PANES, L. M. G. “Gestión por competencias en la administración pública”. Ciencia Administrativa, n. 2, 2015.

RICE, M. “A post‐modern cultural competency framework for public administration and public service delivery”. International Journal of Public Sector Management, vol. 20, n. 7, 2007.

RODRIGUES, K.; MATOS, J. C.; PANTOJA, M. J. “Contextos de Gestão do Conhecimento e Educação Corporativa: Revisão Sistemática de Literatura”. Revista da UI_IPSantarém, vol. 10, n. 4, 2022.

SAMARATUNGE, R.; COGHILL, K.; HERATH, H. “Tsunami engulfs sri lankan Governance”. International Review of Administrative Sciences, vol. 74, n. 4, 2008.

SENHORAS, E. M. BNDES e a Era de Ouro da Internacionalização Empresarial Brasileira (1999-2009). Boa Vista: Editora da UFRR, 2019.

SILVA, A. O.; MOTA, F. P. B; LIMA, T. B. “Desafios enfrentados por Instituições Federais de Ensino na Gestão de Competência”. Revista Eletrônica de Gestão Organizacional, vol. 20, n. 1, 2022.

SILVA, G. T. R. et al. “Fatos influenciadores do processo decisório de enfermeiros em hospitais universitários ibero-americanos”. Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol. 30, 2022.

SOUZA, K. A. A; ARAÚJO, T. M. E. “Prevalência do vírus da imunodeficiência humana em estudantes universitários: revisão sistemática”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 7, n. 21, 2021.

STRUŻYNA, J.; MARZEC, I.; BOZIONELOS, N. “Competency management in bureaucratic organizations: evidence from the polish public administration”. European Management Review, vol. 18, n. 2, 2021.

TAMADA, R. C. P.; CUNHA, I. C. K. O. “Gestão por competências na administração pública brasileira”. Revista do Serviço Público, vol. 73, 2022.