O DUPLO COMO TEMA NA LITERATURA: UM ESTUDO COMPARADO

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Maria Rita Berto de Oliveira
Vera Lúcia da Rocha Maquêa
Iranira Geminiano de Melo

Resumo

Este estudo tem o objetivo de analisar as convergências temáticas entre as obras Dois Irmãos de Milton Hatoum, Os dois irmãos de Germano Almeida, Esaú e Jacó de Machado de Assis e a história bíblica contada no livro dos Gênesis dos gêmeos Esaú e Jacó. Busca-se, ainda, contemporizar os temas fratricídio e rivalidade entre irmãos e suas recorrências nessas obras literárias. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, desenvolvida a partir da Literatura Comparada. Os resultados mostraram que nas quatro obras literárias a mulher é situada no epicentro da rivalidade entre os irmãos, a mãe ou uma namorada. Além disso, os relacionamentos fraternos e paternos sofrem os abalos da rejeição e da predileção. Conclui-se que a Literatura Comparada mostrou-se efetiva para proceder a análise pretendida, evidenciando que cada obra tem sua própria abordagem e contexto sociocultural, político e ambiental, convergindo na narrativa discursiva a respeito da complexidade das relações entre irmãos e como essas relações influenciam o contexto familiar e são influenciadas pelos fenômenos sociohistóricos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
OLIVEIRA, M. R. B. de .; MAQUÊA, V. L. da R. .; MELO, I. G. de. O DUPLO COMO TEMA NA LITERATURA: UM ESTUDO COMPARADO. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 16, n. 46, p. 101–117, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.8408749. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/2267. Acesso em: 1 mar. 2024.
Seção
Ensaios

Referências

ALMEIDA, G. O meu Poeta. Lisboa: Editora Caminho, 1999.

ALMEIDA, G. Os Dois Irmãos. Lisboa: Editora Caminho, 1998.

ASSIS, M. M. M. Esaú e Jacó. Rio de Janeiro: Editora Ática, 1999.

BÍBLIA. Bíblia Sagrada: Almeida Revista e Atualizada. São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 2021.

BORGES, F.; FERREIRA, G. S.; GERCKE, K. R. Literatura comparada. São Paulo: Editora SAGAH, 2017.

CARVALHAL, T. F. Literatura Comparada. São Paulo. Editora Ática, 2015.

CUSATI, I.; SANTOS, N. E. P.; CUSATI, R. C. “Metodologia qualitativa nas pesquisas em Educação: ensaio a partir dos estudos sobre formação e desenvolvimento profissional docente”. Conjecturas, vol. 21, n. 7, 2021.

HATOUM, M. Dois Irmãos. São Paulo: Editora Cia das Letras, 2006.

LELLIS, M. A. B. Doppelgänger/Doppeltgänger: topoi em Siebenkäs (1796), de Jean Paul Friedrich Richter e O duplo (1846), de Fiódor Mikháilovitch Dostoiévski (Tese de Doutorado em Estudos Literários). Belo Horizonte: UFMG, 2021.

LOPES, C.; YERRO, J. H.; LIMA, R. E. “Literatura Comparada e suas encruzilhadas (políticas, discursivas e interculturais)”. Revista Brasileira de Literatura Comparada, vol. 25, n. 48, 2023.

NISHIKIDO, L. M. T.; ANDREATTA, E. P.; FERREIRA, C. J. “Dois irmãos: Escritura, Espaço e Cultura em Milton Hatoum e Germano Almeida”. Afluente: Revista de Letras e Linguística, vol. 6, n. 18, 2021.

NITRINI, S. Literatura comparada: História, Teoria e Crítica. São Paulo: Editora da USP, 2015.

NOGUEIRA-PRETTI, L. P. “Dois irmãos, de Milton Hatoum:versões de homem cordial”. Fórum de Literatura Brasileira Contemporânea, vol. 12, n. 24, 2020.

NOVROTH, A. L. M. “Em busca do “outro” noite adentro: um estudo do duplo em perspectiva polifônica”. Revista de Literatura Brasileira, vol. 33, n. 61, 2020.

PASSOS, A. A.; DIAS, D. A. “A construção do tema do duplo em “O outro”, de Rubem Fonseca, e em “Espiral”, de Geovani Martins”. Navegações, vol. 15, n. 1, 2022.

PENALVA, L. K. C.; PENALVA, L. C.; PENALVA, G. “Alteridade e diferença na Amazônia Brasileira: uma análise de Dois Irmãos, de Milton Hatoum e Chove nos Campos de Cachoeira, de Dalcídio Jurandir”. GEOUSP: Espaço e Tempo, n. 19, 2021.

PEREIRA, C. K. S. Rivalidade em identidades subalternizadas na Manaus de dois irmãos, de Milton Hatoum (Tese de Doutorado em Literatura e Interculturalidade). Campina Grande: UEPB, 2021.

POSADAS, B. T. Double Fictions and Double Visions of Japanese Modernity (Doctoral Thesis in Philosophy). Toronto: University of Toronto, 2010.

RICHTER, J. P. Siebenkäs. Munich: Carl Hanser Verlag, 2011.

SAID, E. W. Cultura e Imperialismo. São Paulo: Editora Companhia de Bolso, 2011.

SAID, E. W. Orientalismo: o oriente como invenção do Ocidente. São Paulo: Editora Cia da Letras, 2007.

SCHARGEL, S. “O duplo como mito, o duplo como ficção: um debate acerca das construções da figura do doppelgänger”. Revista Decifrar, vol. 8, n. 15, 2020.

STAUDT, S. K. “Entre o Oriente e o Ocidente: a problemática do duplo no romance Les Désorientés, de Amin Maalouf”. Literatura e Sociedade, vol. 23, n. 28, 2018.

TOPA, F. “Entre casados e irmãos: crimes de honra em Germano Almeida, García Márquez e Pirandello”. LexCult, vol. 6, n. 3, 2022.