AS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA NA PERSPECTIVA DO ENSINO DE SURDOS NO MUNICÍPIO DE IGARAPÉ-MIRI/PA

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Rosileide de Jesus de Souza Melo
Alexandre Augusto Cals e Souza

Resumo

O debate sobre a questão das políticas de inclusão escolar é corrente e passa pela reflexão sobre os grupos que têm sido localizados nos discursos da exclusão social e pela reflexão sobre o direito à educação de grupos que têm sido afastados de tal direito. Neste viés, esta pesquisa teve como objetivo perceber quais as políticas públicas educacionais inclusivas existentes para o ensino de surdos no Município de Igarapé-Miri/PA. A pesquisa segue a abordagem qualitativa por não nos permitir que conceitos já formados influenciem na pesquisa, assim utilizamos como técnica a análise documental. O referencial teórico está alicerçado nos estudos do direito à educação inclusiva e das políticas públicas de surdos. Os dados demonstram que o Município tem planejado o ensino para atender os alunos Surdos e está aderindo aos programas do MEC como fomentador da educação especial inclusiva de Surdos. Ademais, os dados revelam que a cidade foi contemplada com os Programas: Direito à Diversidade, Escola Acessível, Implantação de Salas de Recursos Multifuncionais, Transporte Escolar Acessível e Dinheiro Direto na Escola. A pesquisa também constata que comparado ao número de escolas do sistema de ensino Municipal, há poucas escolas, no município, que dispõem do Atendimento Educacional Especializado. Assim sendo, evidenciou-se que os programas educacionais do Estado foram cruciais para o Município estruturar sua política de educação inclusiva de Surdos. Todavia, a cidade dispõe de poucas normativas sobre a educação de Surdos, logo é preciso atentar-se quanto às políticas de inclusão escolar de surdos visto que a educação é um processo dinâmico e demanda novas organizações e ações locais em face dos novos questionamentos dos surdos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
MELO, R. de J. de S. .; SOUZA, A. A. C. e . AS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA NA PERSPECTIVA DO ENSINO DE SURDOS NO MUNICÍPIO DE IGARAPÉ-MIRI/PA. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 17, n. 49, p. 01–22, 2024. DOI: 10.5281/zenodo.10465979. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/2989. Acesso em: 26 fev. 2024.
Seção
Ensaios

Referências

ARAÚJO, E. C. C.; SOARES. M. T. N. “O Currículo Escolar (des)velado no Campo da Educação Especial: reflexões para o ensino em turmas comuns”. Revista de Casos e Consultoria, vol. 12, 2021.

BARBOSA, D. C. S.; FRANCISCO JUNIOR, W. E. “Inclusion of a deaf student in graduate studies: An analysis from autobiographical writings”. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, vol. 18, 2023.

BOULITREAU, P. R. P. et al. “Inclusão e acessibilidade na escola: conhecendo a deficiência visual nas aulas de língua portuguesa”. Revista Brasileira Estudos Pedagógicos, vol. 102, n. 261, 2021.

BRASIL. Censo Demográfico. Brasília: IBGE, 2010. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

BRASIL. Censo Escolar da Educação Básica. Brasília: Ministério da Educação, 2020. Disponível em: . Acesso em: 21/12/2023.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Planalto, 1988. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

BRASIL. Decreto n. 5.296, de 02 de dezembro de 2004. Brasília: Planalto, 2004. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

BRASIL. Decreto n. 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Brasília: Planalto, 2005. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

BRASIL. Decreto n. 7.612, de 17 de novembro de 2011. Brasília: Planalto, 2011. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2022.

BRASIL. Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília: Planalto, 1996. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2022.

BRASIL. Lei n. 10.436, de 24 de abril de 2002. Brasília: Planalto, 2002. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2022.

BRASIL. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Brasília: Planalto, 2014. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2022.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: Ministério da Educação, 2008. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

BRASIL. Programa educação inclusiva: direito à diversidade. Brasília: Ministério da Educação, 2005. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

BRASIL. Resolução FNDE/CD n. 14, de 08 de junho de 2012. Brasília: Ministério da Educação, 2012. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

BRASIL. Resolução FNDE/CD n. 20, de 19 de outubro de 2018. Brasília: Ministério da Educação, 2018. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2022.

BRASIL. Resolução FNDE/CD n. 7, de 12 de abril de 2012. Brasília: Ministério da Educação, 2012. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

BÜRKLE, T. S. A sala de recursos como suporte à educação inclusiva no município do Rio de Janeiro: das propostas legais à prática cotidiana (Dissertação de Mestrado em Educação). Rio de Janeiro: UFRJ, 2010.

CAMARGO, M. F.; GOMES, R. V. B.; SILVEIRA, S. M. P. “Dialogando sobre a política de educação especial na perspectiva inclusiva”. In: GOMES, R. V. B. et al. (orgs.). Políticas de inclusão escolar e estratégias pedagógicas no atendimento educacional especializado. Fortaleza: Editora da UFC, 2016.

CRUZ, E. Igarapé-Miri: fases de sua formação histórica. Belém: Editora Oficinas Gráficas, 1945.

DAMÁZIO, M. F. M. Atendimento Educacional Especializado: Pessoa com Surdez. Brasília: Ministério da Educação, 2007.

FABRI, L. T. C.; TASSA, K. O. M. E. “Concepção e humanização do currículo: a abordagem docente na educação especial”. Revista Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 10, n. 29, 2022.

GESSER, M. M.; MARTINS, R. M. “Teacher Training in Inclusive Education”. Paidéia, vol. 29, 2019.

GÜNTHER, H. “Pesquisa qualitativa versus pesquisa quantitativa: esta é a questão?” Psicologia: Teoria e Pesquisa, vol. 22, n. 2, 2006.

IGARAPÉ-MIRI. Base Nacional Comum Curricular de Igarapé-Miri. Igarapé-Miri: Prefeitura Municipal, 2019. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

IGARAPÉ-MIRI. Lei n. 5.098, de 19 de junho de 2015. Igarapé-Miri: Prefeitura Municipal, 2015. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

IGARAPÉ-MIRI. Lei n. 5.115, de 09 de dezembro de 2016. Igarapé-Miri: Prefeitura Municipal, 2016. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

IGARAPÉ-MIRI. Lei Orgânica do Município de Igarapé-Miri. Igarapé-Miri: Prefeitura Municipal, 2012. Disponível em: . Acesso em: 19/08/2023.

IGARAPÉ-MIRI. Portaria n. 005/2015. Igarapé-Miri: Secretaria Municipal Educação, 2015b. Disponível em: < https://igarapemiri.pa.gov.br>. Acesso em: 19/08/2019.

LACERDA, C. B. F. “O Intérprete de Língua Brasileira de Sinais (ILS)”. In: LODI, A. C. B.; MÉLO, A. D. M.; FERNANDES, E. (orgs.). Letramento, bilinguismo e educação de surdos. Porto Alegre: Editora Mediação, 2015.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: Editora EPU, 2015.

MACHADO, R. Educação Especial na escola inclusiva: políticas, paradigmas e práticas. São Paulo: Editora Cortez, 2010.

MAGALHÃES JR., E. M. Sua Majestade o Intérprete: O fascinante mundo da interpretação simultânea. São Paulo: Editora Parábola, 2007.

MARTINS, M. A. L.; LACERDA, C. B. F. “O professor surdo: prática em sala de aula/sala de atendimento educacional especializado”. In: SILVA, L. C.; DANELON, M.; MOURÃO, M. P. (orgs.). Atendimento educacional para surdos: educação, discursos e tensões na formação continuada de professores no exercício profissional. Uberlândia: Editora da UFU, 2013.

NOGUEIRA, F. A. Continuidade e descontinuidade administrativa em governos locais: fatores que sustentam a ação pública ao longo dos anos (Dissertação de Mestrado em Administração de Empresas). São Paulo: EAESP, 2006.

POPKEWITZ, T. S. “História do currículo, regulação social e poder”. In: SILVA, T. T. (org.). O sujeito da educação: estudos foucautianos. Petrópolis: Editora Vozes, 2011.

ROFIAH, K. et al. “Inclusive education at Universitas Negeri Surabaya: Perceptions and realities of students with disabilities”. International Journal of Special Education, vol. 38, n. 2, 2023.

ROPOLI, E. A. et al. A educação especial na perspectiva da inclusão escolar: A escola comum inclusiva. Brasília: Ministério da Educação, 2010.

SIVVALA, R. et al. “National Education Policy Changes in School Education System and Inclusive Education”. International Journal of Early Childhood Special Education, vol. 14, n. 5, 2022.

SOUZA, R. M.; GÓES, M. C. R. “O ensino para surdos na escola inclusiva: considerações sobre o excludente contexto da inclusão”. In: SKLIAR, C. (org.). Atualidade da educação bilíngue para surdos. Porto Alegre: Editora Mediação, 1999.

ZUCATTO, L. C. et al. “Políticas públicas para a educação básica: uma revisão sistemática de literatura”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 16, n. 47, 2023.