MENINAS BRINCAM DE ROSA, MENINOS BRINCAM DE AZUL: REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DO BRINCAR E DO BRINQUEDO NA PUBLICIDADE

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Ricardo Santos David

Resumo

Brincar é muito do que as crianças fazem de mais sério. Partindo desta afirmação de Manuel Sarmento (2004), o presente texto discute por meio de uma abordagem exploratória fundamentada em revisão bibliográfica as representações sociais do ato de brincar e do artefato brinquedo no contexto da publicidade.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DAVID, R. S. MENINAS BRINCAM DE ROSA, MENINOS BRINCAM DE AZUL: REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DO BRINCAR E DO BRINQUEDO NA PUBLICIDADE. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 10, n. 29, p. 83–96, 2022. DOI: 10.5281/zenodo.6450096. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/612. Acesso em: 7 jul. 2022.
Seção
Ensaios

Referências

ARRUDA, A. “Teoria das Representações Sociais e teoria de gênero”. Cadernos de Pesquisa, vol. 52. n. 117, 2018.

BAUDRILLARD, J. A sociedade do consumo. Rio de Janeiro: Elfos, 1995.

BUCKINGHAM, D. Crescer na era das mídias eletrônicas. São Paulo: Edições Loyola, 2007.

CABECINHAS, R. “Investigar representações sociais: metodologias e níveis de análise”. In: BAPTISTA, M. M. (org.). Cultura: Metodologias e Investigação. Lisboa: Ver o Verso Edições, 2012.

CAMARGO, R. “A publicidade como possibilidade”. In: PEREZ C.; BARBOSA, I. (orgs.). Hiperpublicidade: fundamentos e interfaces, vol. 1. São Paulo: Thomson Learning, 2007.

CRAVEIRO, P.; BRAGAGLIA, A. P. “Regulação da publicidade infantil no Brasil: a publicidade após a resolução 163 do Conanda”. In: ALCÂNTARA, A.; GUEDES, B. (orgs.). Comunicação e infância: processos em perspectiva. São Paulo: Pimenta Cultural, 2009.

D’AVELLA, M. Minimalism: a documentar about the importante things (Streaming, Netflix, 78 minutes). New York: Catalyst, 2016.

FREITAS, P. “Para além do rosa e azul: reflexões sobre as relações de gênero na publicidade de brinquedos”. In: ALCÂNTARA, A.; GUEDES, B. (orgs.). Culturas Infantis do consumo: práticas e experiências contemporâneas. São Paulo: Pimenta Cultural, 2014.

HELDMAN, C. The mask you live (DVD, 97 minutes). New York: Virgin Films, 2015.

JODELET, D. “Representações sociais: um domínio em expansão”. In: JODELET, D. As representações sociais. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2001.

KROPENISCKI, F.; PERURENA, F. “Relações de gênero em catálogos de brinquedos: (Contra) indicações para brincar”. Educação & Sociedade, vol. 38, n. 141, 2017.

LINN, S. Crianças do Consumo: a infância roubada. São Paulo: Instituto Alana, 2006.

MCNEAL, J. Children as consumers of comercial and social products. Washington: Pan American Heatlh Organization, 1999.

MOSCOVICI, S. A psicanálise, sua imagem e seu público. Petrópolis: Vozes, 2012.

OLIVEIRA, P. O que é brinquedo. São Paulo: Editora Brasiliense, 2010.

ORDAZ, O.; VALA, J. “Objetivação e ancoragem das representações sociais do suicídio na imprensa escrita”. Análise Social, vol. 32, n. 143-144, 1997.

PEREIRA, M.; PEDROSA, M. I. “Brincadeiras de casinha e significação de gênero”. Revista Brasileira de Psicologia, vol. 3, n. 1, 2016.

PEREIRA, M.; JOBIM, S. “O uso da imagem na pesquisa em educação: desafios contemporâneos”. Anais da 28ª Reunião Anual da ANPED. Caxambu: ANPED, 2000.

RODRIGUES, G. “Canais infantis lideram o ranking dos mais vistos da TV paga em 2017”. Observatório da Televisão [2018]. Disponível em: <https://observatoriodatelevisao.uol.com.br>. Acesso em: 29/03/2020.

ROSE, D. “Análise de imagens em movimento”. In: BAUER, M.; GASKELL, G. (orgs.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002.

SALLES, J.V. LANDIM, I. “Brincar e consumir: considerações sobre o brinquedo na sociedade de consumo”. In: ALCÂNTARA, A.; GUEDES, B. (orgs.). Culturas infantis do consumo: práticas e experiências contemporâneas. São Paulo: Pimenta Cultural, 2014.

SAMPAIO, I. “Juventudes na encruzilhada da formação para a cidadania e o consumo”. In: SAMPAIO, I. Comunicação, cultura e cidadania. Campinas: Pontes Editores, 2012.

SARMENTO, M. “As culturas da infância na encruzilhada da segunda modernidade”. In: SARMENTO et al. (orgs.). Crianças e miúdos: perspectivas sociopedagógicas da infância e educação. Porto: Asa, 2004.

VELOSO et al. “Análise de estratégias de comunicação em propagandas televisivas voltadas ao público infantil”. Anais do XIII SEMEAD. São Paulo: SEMEAD, 2010.